Petrópolis, 05 de Março de 2021.
Matérias >> Eleições 2016
   
  Propostas para saúde dos candidatos a prefeito de Petrópolis

Data: 24/10/2016

 

Propostas para saúde dos candidatos a prefeito de Petrópolis


Bomtempo e Bernardo mostram propostas para vigilância sanitária, combate ao Aedes aegypti e água e saneamento básico

Rômulo Barroso - romulobarroso@diariodepetropolis.com.br

 

 

Essa é a última semana que os candidatos à prefeitura vão apresentar propostas para a cidade. Dessa vez, Rubens Bomtempo (PSB) e Bernardo Rossi (PMDB) vão tratar de novas questões de saúde: vigilância sanitária, combate ao mosquito Aedes aegypti e água e saneamento básico. O segundo turno acontece no próximo domingo (30).

 

Vigilância sanitária

 

Para Rubens Bomtempo, houve avanços na Coordenadoria de Vigilância Sanitária, a partir de um melhor aparelhamento do órgão.

– O trabalho da Coordenadoria de Vigilância Sanitária avançou muito nos últimos quatro anos. Levamos a sede do órgão para um novo endereço, com maior infraestrutura para o funcionamento adequado. No nosso governo, realizamos o Castramóvel nas comunidades e abrimos a licitação para contratar clínicas para realizar pernamentemente a castração na cidade. A Vigilância Sanitária também é responsável pelo controle de roedores na cidade – diz.

Ele promete que seguiram investindo em infraestrutura da coordenadoria e em valorização dos profissionais que trabalham no órgão. Outra promessa é aumentar a fiscalização e a orientação aos estabelecimentos comerciais a respeito do cumprimento do Código Posturas. Por fim, fala que vai intensificar o combate a roedores e a castração de animais, esse último através de contratações de clínicas veterinárias via licitação.


Já Bernardo Rossi crítica o pequeno orçamento destinado à área e pequeno número de profissionais.

– Apesar da importância da Vigilância Sanitária na prevenção de doenças, hoje o município investe pouco na área. No ano passado, dos R$ 305,6 milhões previstos no Orçamento de Petrópolis para área de Saúde, apenas R$ 178 mil foram destinados à Vigilância Sanitária. Além disso, hoje o município conta com apenas um sanitarista, o que está muito aquém do minimamente necessário – comenta.

Ele fala que vai incorporar número suficiente de profissionais para atuar em fiscalizações na cidade. Também promete ampliar equipes do programa de controle de roedores.

 

Combate ao Aedes Aegypti

 

O candidato a reeleição lembra que criou a Frente de Combate ao Aedes Aegypti, que se concentrou em alertar a população sobre prevenção ao mosquito. Aliado a isso, aumentou o número de vistorias a residências.

– Nos últimos anos, criamos a Frente de Combate ao Aedes Aegypti e intensificamos a divulgação, alertando a população sobre as ações de prevenção ao mosquito. O trabalho em conjunto das equipes do Controle da Dengue da Coordenadoria de Vigilância Sanitária e as Agentes Comunitárias de Saúde fez com que o número de vistorias aumentassem 137% em um ano – destaca.

Ele afirma que o “trabalho de combate ao Aedes aegypti vai continuar”, fortalecendo o trabalho de agentes comunitários e de combate a endemias. As propostas de Bomtempo ainda incluem ampliar o número de vistorias e de campanhas de sensibilização da população sobre formas de combate ao mosquito.


O peemedebista ressalta que o combate ao mosquito precisa ser mais efetivo para não lotar emergências da cidade de pessoas com sintomas de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti.

– Os números oficiais do LIRAa 2016 apontaram a presença de larvas do Aedes Aegypti em bairros dos cinco distritos: em 23 das 60 localidades pesquisadas em Petrópolis. E o que vimos no início deste ano foram emergências lotadas por pacientes com sintomas de doenças associadas ao mosquito. Frente aos riscos que o Aedes Aegypti representa, sendo transmissor não só dos vírus da dengue, mas também da febre chikungunha do zika vírus, que podem trazer consequências ainda mais graves, esta realidade não pode se repetir – afirma.

O candidato fala que vai aumentar as equipes que vão atuar na fiscalização de residências, empresas, comércio, clubes e escolas e que as campanhas de conscientização serão permanentes ao longo do ano na rede municipal de ensino. Ele também quer fiscalizar imóveis abandonados.

 

Água e saneamento básico

 

O peessebista destaca que 83% da população conta com esgoto tratado na cidade e que locais como Cascatinha e Vale dos Esquilos passaram a contar com abastecimento de água durante esse mandato.

– Petrópolis avançou muito na questão do saneamento básico. Hoje, 83% da população de áreas urbanas de Petrópolis conta com esgoto tratado. Petrópolis ocupa a segunda melhor posição no Estado e a 28ª no país, de acordo com o Instituto Trata Brasil. Também trabalhamos muito para aumentar a rede de abastecimento de água, em parceria com a concessionária responsável, levando o serviço para locais como Cascatinha e Vale dos Esquilos, entre outros – coloca.

Para a sequência do governo, a meta é alcançar 100% de fornecimento de água e tratamento de esgoto à população urbana até 2020. Ele também novas estações de tratamento de esgoto em cinco bairros e a de água em Bonsucesso. Além, quer a ampliação dos biodigestores.


Já o candidato a oposição destaca que 32 mil domicílios na cidade não têm água encanada e 26 mil não contam com rede de esgoto.

– O saneamento básico é uma das maiores mazelas de Petrópolis. Hoje, 32 mil domicílios não têm água encanada e mais de 26 mil não têm rede de esgoto. Mesmo em áreas urbanizadas, como o Vale do Carangola, por exemplo, 30% das casas não têm banheiro. Em muitas comunidades, os dejetos são descartados em córregos e riachos próximos às casas, o que representa um grande risco à saúde dos moradores – fala.

Ele também promete que vai levar os serviços para todas as comunidades e que vai exigir da Águas do Imperador um serviço de qualidade, o que significa, entre outras coisas, cobrar informações sobre poluição dos rios da cidade. Por fim, ele ainda quer da empresa uma prestação de contas sobre a tarifa social.

 

Assunto

Rubens Bomtempo (PSB)

Bernardo Rossi (PMDB)

Vigilância Sanitária

“Vamos continuar avançando, equipando, melhorando a infraestrutura e valorizando o trabalho dos profissionais que atuam na Vigilância Sanitária do município. Entre as nossas propostas, estão aumentar ainda mais as ações de orientação e fiscalização do cumprimento do Código de Posturas nos estabelecimentos comerciais, principalmente bares e restaurantes, em parceria com o Procon, para garantir a saúde pública nas relações de consumo. Outra iniciativa é intensificar o combate aos roedores, com vistorias de forma permanente nos bairros. Com a conclusão do processo de licitação para contratar clínicas, vamos ampliar o alcance da castração de animais, levando o serviço para todo o município de forma permanente”

“No meu governo vamos investir em saúde preventiva e a Vigilância Sanitária tem papel muito importante neste processo. Vamos reestruturar o setor com sanitaristas e pessoal suficiente para atuar nas ações de fiscalização de serviços e produtos - principalmente nos casos relacionados a produtos médicos e alimentícios. Vamos ampliar as equipes do programa de controle de roedores, por exemplo, o que é fundamental para evitar a proliferação de doenças graves como a leptospirose. Além de adotarmos um cronograma para a realização permanente de desratização  em bairros dos cinco distritos - durante todo o ano - as equipes atuarão também junto às associações de moradores e lideranças comunitárias para a realização de ações de conscientização e palestras que visem à prevenção”

Combate ao mosquito Aedes aegypti

“Nossa preocupação com a questão da dengue é constante, e o trabalho de combate ao Aedes aegypti vai continuar. Vamos valorizar cada vez mais o trabalho dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias, garantindo seus direitos. Também vamos intensificar a parceria das equipes do Controle de Dengue da Coordenadoria de Vigilância Sanitária e os Agentes Comunitários de Saúde, fortalecendo a Frente de Combate ao Aedes aegypti. A realização de campanhas publicitárias para sensibilizar a população sobre as práticas necessárias para combater o mosquito da dengue, bem como aumentar ainda mais o número de vistorias, também estão entre as propostas”

“No meu governo o combate ao mosquito Aedes Aegypti será feito deste a primeira semana de forma muito eficaz. Vamos atuar em duas frentes: a fiscalização e a conscientização. Vamos aumentar as equipes de campo, com mais agentes de endemias atuando na fiscalização às residências, empresas, comércio, clubes e escolas. As equipes atuarão também em imóveis abandonados, para garantir a eliminação dos focos. Paralelo a isso, levaremos campanhas de conscientização prementes - durante todo o ano - não só às comunidades, mas também aos alunos de escolas das redes pública e privada”

Água e saneamento básico

“Vamos concluir esse trabalho, garantindo o fornecimento de água e a rede de tratamento de esgoto para 100% da população urbana até 2020. No nosso plano de metas, estão incluídas a instalação das Estações de Tratamento de Esgoto (ETE) de Retiro, Cascatinha, Itaipava, Secretário e Pedro do Rio, e a Estação de Tratamento de Água (ETA) de Bonsucesso. Também está previsto o investimento em uma política pública pioneira que implantamos em Petrópolis com muito sucesso: a ampliação dos biodigestores. Neste governo, licenciamos nove biodigestores - que, além de tratar o esgoto, geram energia, que é aproveitada nos próprios locais. Avançar na extensão da rede de água é outra prioridade”

“Vamos melhorar a infraestrutura desses locais investindo em obras de saneamento básico, o que é o primeiro passo para darmos dignidade às famílias e preservarmos a saúde das pessoas. A água encanada e tratada também vai chegar a todas as comunidades. Vamos fiscalizar os serviços da Concessionária Águas do Imperador e exigir um serviço de qualidade, que irá desde a avaliação quanto a poluição dos rios em áreas centrais da cidade onde ainda verificamos despejo de esgoto, até a ampliação da rede de água e esgoto a todas as comunidades. Vamos cobrar ainda que a concessionária preste contas sobre a tarifa social de água, cumprindo o que foi determinado em 2012 quanto o contrato de concessão foi renovado pelo então prefeito por mais 15 anos”

Os textos com as propostas foram enviados pelas assessorias dos candidatos




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS