Petrópolis, 05 de Fevereiro de 2023.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Infraestrutura
   
  Terminal do Centro causa crise nos transportes

Data: 19/10/2009

Terminal do Centro causa crise nos transportes

 

 

            Em nota distribuída dia 15, o Sindicato das Empresas de Transporte de Petrópolis (Setranspetro) anunciou que se coloca a disposição para prestar esclarecimentos à sociedade, e, por esse motivo, destaca que todas as empresas operadoras estão enfrentando hoje, a maior crise econômica e financeira da história. Ao longo dos últimos cinco anos, os prejuízos sofridos, a cada mês, geraram um desequilíbrio nunca antes apresentado.

            Segundo o documento, “a crise foi desencadeada por uma série de fatores, porém os principais foram a abertura do Terminal de Integração do Centro, que desde junho de 2006,k provocou queda de mais de 500 mil usuários pagantes no mês, sem reduzir quilometragem, consumo de óleo diesel e desgaste com peças e assessórios, a alta taxa de tributação, aplicada nos âmbitos, federal, estadual e municipal, que incide sobre todos os elementos que compõem a estrutura de custo tarifa e representa quase metade do valor da passagem, e o altíssimo número de fraudes e de mau uso com a gratuidade, que, em geral provoca redução da receita das empresas”.

            A nota acrescenta que “todos os custos de tributação, das fraudes e do mau uso da gratuidade, os prejuízos operacionais, provocados pela falta de planejamento do sistema de integração, pelos engarrafamentos, excesso de redutores de velocidade e pela falta de conservação e manutenção das vias, acarretam diretamente em prejuízo para as empresas operadoras”.

            “Esta crise financeira e econômica atingiu um nível de gravidade que impede que as empresas tenham recursos para arcar com suas despesas fundamentais, como o pagamento da folha de funcionários, dos custos operacionais e tributários. No último ano, as empresas precisaram recorrer a empréstimos financeiros para realizar o pagamento dos vencimentos de seus colaboradores e até mesmo para comprar óleo diesel. Hoje, diante da situação, as empresas já não podem mais recorrer a esses empréstimos e, portanto, lamentam profundamente todos os transtornos, mais não conseguem cumprir seus compromissos em dia”.

            O Setranspetro afirma que todo o plano de investimento de renovação da frota, previsto pelas empresas para o ano de 2008 não pôde ser cumpridos por falta de recursos. “Até agora, no ano de 2009, as empresas também não tiveram como cumprir o plano previsto”.

 

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 16 de outubro de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS