Petrópolis, 16 de Dezembro de 2017.
Matérias >> BR-040: obras da NSS
   
  GOVERNO MUNICIPAL VAI ACOMPANHAR OBRAS NA SERRA

Data: 06/02/2017

 

GOVERNO MUNICIPAL VAI ACOMPANHAR OBRAS NA SERRA

 

Uma equipe do governo municipal fará o acompanhamento da obra de construção da nova pista de subida da serra. A decisão foi tomada pelo prefeito Bernardo Rossi, durante reunião sobre os problemas da rodovia, na Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a quem cabe a fiscalização da concessão. Iniciada em abril de 2013, a obra, que não chegou a cumprir 30% do cronograma, foi paralisada.
 
Fundamental para a economia da cidade – e usada diariamente por 15 mil petropolitanos – a nova pista agora passa a ter presença efetiva do poder público municipal para que fique pronta. 
 
O diretorpresidente da ANTT, Jorge Bastos, garantiu que fará interferências junto ao Ministério dos Transportes para que o Governo Federal aporte a verba necessária para a conclusão da obra. Não significa que haverá prorrogação de contrato da concessionária, no entanto. Ele também repudia reajuste de pedágio. “A finalidade é acabar de construir a pista e beneficiar Petrópolis”, garante.
 
Sem estudo de impacto urbano do Bingen, para onde o trânsito será direcionado, quando a obra form concluída, a nova pista nunca teve presença constante da administração municipal em sua elaboração e execução. “Esta obra mexe com dois bairros, influencia a economia de toda a cidade, está estreitamente ligada ao turismo e também ao meio ambiente, com a pista antiga passando a ter outra função. Então, a administração municipal precisa estar atenta e atuante”, defende Bernardo Rossi. O prefeito pressiona a ANTT para que seja feito um estudo de como a nova estrada, que desembocará no Bingen, vai impactar o bairro com um adensamento de pelo menos 40 mil pessoas.
 
Além do entrave à economia da cidade, a obra com vários canteiros de intervenções em 20 quilômetros ocasiona engarrafamentos na descida da serra e risco aos motoristas. “Há trechos com quilômetros inteiros sendo desviados e uma estrada de alto fluxo de cargas com acidentes constantes de tombamento de carretas de grande porte. O prejuízo sem a nova pista de subida da serra é estimado em R$ 1,5 bilhão em estudo feito pela Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro)”, lembra Bernardo Rossi.
 
O estudo considerou o impacto logístico e os possíveis acidentes, caso as melhorias na rodovia sejam concluídas apenas em 2031. A estimativa é de que no período, 3.500 novos acidentes sejam registrados. As obras da nova pista de subida estavam previstas desde o início da concessão da Concer, em 1995. A construção da nova pista começaria em 2010, com prazo de entrega em 2014. Porém, a obra foi iniciada em 2013 e deveria ter sido concluída em junho de 2016.



 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS