Petrópolis, 14 de Outubro de 2019.
Matérias >> Artigos
   
  Avançar para trás - Paulo Marambaia

Data: 21/09/2019

 

Avançar para trás

Paulo Marambaia - Radialista

 

A democracia no Brasil vive em risco, pois o nosso Congresso prepara mais uma brecha ao uso de caixa 2, com o afrouxamento do controle de recursos entregues aos partidos políticos.

A maioria de integrantes do nosso Congresso legisla em causa própria, ou seja, só pensam no “câncer da reeleição”. Tentam se proteger e ocultar suas constantes falcatruas. Hoje, já existe a ditadura do Legislativo e a outra é a ditadura do Judiciário.

Pergunto: a quem recorrer contra esses poderosos? Lembra um leitor indignado na folha de S. Paulo no último domingo.

Eles aumentam o próprio salário, mantêm abertos inquéritos destinados a coagir a população e ameaçam anular sentenças que concenam centenas de bandidos flagrados no crime, continua a carta.

Do outro lado, tomamos conhecimento que a Prefeitura de Bento Fernandes, no Rio Grande do Norte faliu. Sem condições de pagar salários e com a dívida milionária, o prefeito do município fez um pronunciamento na praça da cidade para explicar a situação à população. Serviços foram suspensos, pagamentos sustados, funcionários exonerados, devo não nego, pago quando puder.

O Brasil está quebrado em todas as esferas (federal, estadual e municipal), o desequilíbrio entre o que se arrecada e o que se gasta, principalmente com o funcionalismo e Previdência levou o país a bancarrota.

Existe uma desfaçatez sem limites com o emprego da coisa pública, pois o Congresso está a um passo de afrouxar controles, flexibilizar regras de uso e até mesmo ampliar a destinação de recursos da viúva para o financiamento dos partidos e das campanhas eleitorais, dinheiro para a nova geração de pesquisadores e pesquisas. Só pensam naquilo.

O país está sendo trapaceado à luz do dia por aqueles que deveriam representar os cidadãos brasileiros, deputados e senadores, com exceções é claro, e elas existem no Congresso.

O dinheiro público é desviado para pagar as grandes bancas de advogados que tem canal direto com a alta cúpula em Brasília, e ninguém vai preso.

A lava jato tem que continuar com mais força e o apoio da população, e a renovação deve começar no próximo ano com as eleições municipais, onde tudo começa, pois aqui, começam a mostrar a cara, como na atual legislatura petropolitana. Ou trocamos o máximo que pudermos ou seremos coniventes também.

Nos lembra Merval Pereira, que num momento em que o país está literalmente quebrado, chega a ser escandaloso o que as campanhas eleitorais exijam quase R$4 bilhões dos cofres públicos no próximo anão, uma vergonha que ainda podemos mudar, cabe a cada um de nós.




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS