Petrópolis, 29 de Abril de 2017.
Matérias >> Artigos
   
  PETRÓPOLIS – MOSAICO DE GOVERNO V

Data: 26/12/2016

 

PETRÓPOLIS – MOSAICO DE GOVERNO V

Por: Alexandre Hugueney Terapeuta holístico, economista e engenheiro

 

Neste último artigo da série Mosaico de Governo, vamos tentar em poucas palavras, transmitir o que pensamos sobre Ambiente Sustentável. Por ser ambientalista e filiado ao Partido Verde, acho o assunto sempre presente em todas as ideias e ações que o executivo e o legislativo devem tomar para levar Petrópolis ao patamar que ela deveria estar, por tudo que é e representa. Já escrevi vários artigos na Tribuna sobre o assunto. Vamos recapitular alguns trechos de dois deles: “Réquiem para a sustentabilidade” – “Furações no Atlântico Sul, tornados cada vez mais frequentes e violentos; secas e enchentes em áreas que antes não sofriam com esses males; pragas de insetos, de roedores e de organismos microscópicos que se reproduzem fora de controle. 

Todos esses acontecimentos refletem uma única coisa: desequilíbrio. O homem moderno destrói e influencia o meio ambiente que o cerca como nunca. E as consequências desses atos podem levar até mesmo a inviabilização da vida, como a conhecemos, em nosso planeta. Analisando-se a situação de Petrópolis, identificamos que o seu espaço urbano e suas formas de uso precisam de mecanismos de gestão públicos e privados adequados e que sejam contributivos para sua sustentabilidade. 

Diante da necessidade de construir espaços urbanos sustentáveis, a gestão deve utilizar mecanismos que permitam o monitoramento das ações e resultados das políticas públicas. Índices de sustentabilidade constituem instrumentos que permitem essa avaliação e monitoramento da gestão pública, fornecendo suporte ao processo de desenvolvimento urbano. Os resultados evidenciam que a dimensão melhor avaliada e com alta contribuição para a sustentabilidade é a otimização urbanística, no sentido da cidade dispor de infraestrutura básica de funcionamento com sistemas de abastecimento de água, energia, coleta de resíduos, esgotamento sanitário, transporte público, educação, cultura, segurança, saúde, espaços públicos com áreas de lazer, entre outros. Vamos começar a trabalhar, pois, somente assim, Petrópolis se tornará uma cidade sustentável.” “Mobilidade Urbana” – “Mobilidade é o grande desafio das cidades contemporâneas, em todas as partes do mundo. A opção pelo automóvel, que parecia ser a resposta eficiente do século 20 à necessidade de circulação, levou à paralisia do trânsito, com desperdício de tempo e combustível, além dos problemas ambientais de poluição atmosférica e de ocupação do espaço público. No Brasil, a frota de automóveis e motocicletas teve crescimento de até 400% nos últimos dez anos. 

A preocupação com a vida, com o meio ambiente e com as gerações futuras levou ao conceito de mobilidade urbana sustentável. As bicicletas despontam como alternativa saudável, viável e necessária para uma cidade sustentável. Uma coisa eu posso garantir a vocês, meus caros leitores, nada dará certo se não existir um planejamento adequado e baseado em um modelo de implantação que contemple as variáveis que influenciam o processo. Também achamos, tenho certeza, eu e vocês, que existem reuniões em excesso e que muitas ações simples já poderiam estar em andamento, tais como: coibir o barulho dos veículos e a emissão de gases poluentes que estejam acima do permitido por lei.” Agora, que foi nomeado o “Staff” do nosso Prefeito Bernardo Rossi, ao qual estará vinculada a responsabilidade de assessorar nas ações do governo, temos certeza que a nossa cidade será galgada ao padrão de modelo de sustentabilidade, garantindo as certificações básicas para tal feito.

 

achugueney@gmail.com




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS