Petrópolis, 17 de Julho de 2018.
Matérias >> Conselhos Municipais >> COMAD/SSA
   
  Projeto Crack é Possível Vencer! - Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas (CMPD)

Data: 24/05/2014
 
Projeto Crack é Possível Vencer!
 
Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas (CMPD)
 
 
 
Diário de Petrópolis, Sábado, 24 de maio de 2014
 
O Projeto Crack é Possível Vencer! foi apresentado durante a primeira reunião de trabalho do Conselho Municipal de Políticas Sobre Drogas (CMPD), realizada na última  quarta-feira (22). O encontro também contou com a apresentação da mesa diretora do conselho, que tem como presidente o secretário de Saúde, André Pombo, e como vice o representante do Conselho dos Ministros Evangélicos do Município de Petrópolis (Comempe), Sérgio Murilo.

O coordenador do setor de Saúde Mental, Rui Stockinger, falou sobre o programa e as ações que estão sendo desenvolvidas no município. “O programa articula ações na área de saúde, educação, assistência social e segurança pública nos três eixos: prevenção, cuidados e autoridade. São projetos para todas essas áreas que atuam juntas, com o objetivo de mudar o perfil repressor”, comentou.

A capacitação dos 50 Guardas Civis Municipais e Policiais Militares (iniciado no dia 5/5) está entre as ações que estão sendo desenvolvidas pela Prefeitura. O curso terá duração de um mês e será dividido em três módulos: Filosofia de Polícia Comunitária, Rede de Cuidados e Atenção para o Usuário e Abordagem à pessoa em Situação de Risco. Este último módulo será ministrado por profissionais do Batalhão de Choque.  “Também estamos finalizando o processo para a implantação do Consultório de Rua e o credenciamento de mais seis leitos em um hospital geral para atenção integral ao pacientes”, explicou Rui.

Os recursos do programa Crack é Possível Vencer! são provenientes do governo federal. Ao todo serão investidos mais de R$ 7 milhões. Também fazem parte do projeto a instalação de uma unidade de acolhimento para adulto e outra infantil, a expansão do Centro de Atenção Psicossocial (Caps-AD), o fortalecimento do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras); além do apoio ao policiamento ostensivo e de proximidade nas áreas de concentração de uso de drogas que será realizado com uma base móvel (composta com 20 câmeras), dois carros e duas motocicletas.



 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS