Petrópolis, 24 de Fevereiro de 2021.
Matérias >> Propostas Comunitárias de Politicas Públicas >> Desenvolvimento Econômico
   
  Lei dos guias de turismo gera polêmica no Pólo de Moda

Data: 09/04/2009

Lei dos guias de turismo gera polêmica no Pólo de Moda

 

            A Associação de Empresários da Rua Teresa, o Sindicato das Indústrias de Confecções e a representação dos empresários do Bingen estão preocupados com as conseqüências da Lei 4315/04 que obriga a presença de guias de turismo em excursões realizadas em todo o Estado do Rio de Janeiro. Em vigor desde novembro de 2004, a Lei teve nova redação em 2006, mas somente agora guias de Turismo de Petrópolis começam a distribuir panfletos na tentativa de esclarecer o serviço e também obrigar as excursões de atacadistas e varejistas ao Pólo de Moda de Petrópolis a manterem o guia de turismo em sua programação. A diária é oferecida por cem reais. Para os empresários, este custo a mais pode inviabilizar as excursões feitas à cidade com o objetivo único de compras.

 

            O presidente da Arte, Marcelo Fiorini, se juntou ao presidente do Sindcon, Addison Meneses e ao representante dos empresários do Bingen, Sérgio Badia Urell, e enviou um ofício ao prefeito Paulo Mustrangi e ao presidente da Câmara, Bernardo Rossi, pedindo apoio para a situação. “O conteúdo da Lei, tal qual vem sendo interpretado, sob o interesse das associações de guias de turismo, fere diretamente o direito de ir e vir de qualquer cidadão brasileiro, tornando arbitrária a decisão sobre a escolha de um serviço. Esperamos que a Lei 4315 possa ser discutida com um novo projeto de Lei municipal, facultando aos organizadores destas excursões o direito de optar ou não pela presença do guia de turismo cadastrado e, consequentemente, pelo pagamento da taxa de serviço”, disse Fiorini. Ele deixou claro que não é contra a organização e regulamentação profissional do setor turístico. “É uma arbitrariedade e que poderá interferir na cadeia produtiva do setor de confecções de nossa cidade”.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 4 de abril de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS