Petrópolis, 07 de Março de 2021.
Matérias >> Propostas Comunitárias de Politicas Públicas >> Desenvolvimento Econômico
   
  A Energia Eólica

Data: 23/06/2008

Atualmente, do vento, é produzida energia para 1,3% do consumo mundial. No Brasil, apesar do Proinfa, que buscava incentivar fontes alternativas, apenas 0,1% da energia gerada no último ano foi eólica.

Até 2006, o Brasil estava entre os 20 maiores geradores de energia eólica. Porém, ele não tem avançado como os demais países. Tanto que, em 2007, com um crescimento diminuto de apenas 4,3%, caiu para 25º.

A energia eólica ainda é muito cara. Custa cerca de R$ 220 o MW/h. Apesar de não ter gasto com combustível, ela exige um enorme investimento. Um exemplo: uma usina com capacidade de 25 MW, que está sendo instalada em Pernanbuco, vai custar R$110 milhões.

A ONG defende para o Brasil políticas de incentivo, nos moldes das que existem na Alemanha, na Espanha e na China.

No mundo, a capacidade instalada de energia eólica cresce 30% ao ano. Em alguns países, do vento, chegam a vir 40% da energia. Não resta dúvida de que, aqui também há condições para essa ser uma excelente fonte complementar.

 

Fonte: O Globo - 21 de junho de 2008.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS