Petrópolis, 08 de Agosto de 2020.
Matérias >> Legislação >> Legislação Federal
   
  Greve paralisa serviços da Justiça Federal na cidade

Data: 20/10/2011

Começou ontem, por tempo indeterminado, a greve dos servidores do Poder Judiciário. O movimento acontece em vários estados, como o Rio de Janeiro, São Paulo e Amazonas. A paralisação foi decidida na última semana durante assembleia em frente à sede do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), no Centro do Rio. Em Petrópolis, 80% dos servidores – cerca de 70 – aderiram à greve.
Ontem pela manhã, cartazes, faixas e um manifesto do Sindicato dos Servidores das Justiças Federais do Estado do Rio de Janeiro (Sisejufe) foram afixados na portaria do TRE, localizado na Rua Dom Pedro I e na sede da Justiça Federal, na Avenida Koeler.
Segundo o diretor da 2ª Vara Federal, Paulo Jorge Celis Villanova, os atendimentos a serviços de urgência foram mantidos; e as audiências também não foram canceladas. “Casos que demandem urgência ou tenham prazos a serem cumpridos serão atendidos, conforme foi acertado durante a assembleia”, informou Paulo. Os atendimentos de urgência no Tribunal Regional Eleitoral também estão mantidos. De acordo com os funcionários, emissão ou transferência de títulos eleitorais não estão sendo feitos. “Estamos realizando apenas serviços de urgência para não prejudicar a população”, disse o funcionário do TRE.
A greve dos trabalhadores do Judiciário federal tem com principal objetivo pressionar os deputados federais a votar projeto que revisa os salários dos servidores. Além de recompor os salários -  o último reajuste foi concedido em 2006 e pago em seis parcelas - o projeto visa diminuir a diferença entre as carreiras dos servidores do Judiciário com outras equivalentes nos poderes Executivo e Legislativo.

JANAINA DO CARMO
Redação Tribuna
 
Fonte: Tribuna de Petrópolis



 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS