Petrópolis, 03 de Março de 2021.
Matérias >> Eleições 2016
   
  Bernardo Rossi cobra documentos que mostrem capacidade financeira da Prefeitura

Data: 04/12/2016

 

Bernardo Rossi cobra documentos que mostrem capacidade financeira da Prefeitura

Diário de Petrópolis
 

A 27 dias de assumir a administração municipal, o prefeito eleito de Bernardo Rossi, cobra da atual gestão documentos que mostrem a real situação financeira do município. Receitas a receber e compromissos a pagar, parcelamento de dívidas e convênios com órgãos estaduais e federais que envolvem recebimento de recursos para programas. Todas as informações pedidas focam em responder qual o funcionamento hoje da prefeitura, quanto ela tem a pagar e quanto tem a receber para manter os serviços essenciais à população. Esgotados os prazos legais para recebimento de informações oficiais, a equipe espera que os documentos sejam disponibilizados nesta segunda-feira (5) na primeira de duas reuniões esta semana tendo Saúde e Planejamento como temas principais.


- Mesmo com encontros temáticos vamos continuar insistindo para receber informações que nos garantam saber com precisão qual a previsão de receita e se ela vai ser suficiente para quitar a folha de pagamento de dezembro em R$ 37 milhões. No último encontro tivemos apenas a garantia verbal do Secretário de Fazenda. Então, pedimos documentos oficiais - afirma Renan Campos, coordenador do grupo de transição do governo eleito de Bernardo Rossi.


Entre as questões a serem respondidas pela prefeitura, o governo eleito de Bernardo Rossi quer saber, oficialmente, a estimativa de receita até o período de encerramento do atual governo e justificativa de não haver recursos necessários para a realização dos compromissos com a folha de pagamento. Também quer o detalhamento do pagamento de hora-extra pela implantação do terceiro turno de atendimento nos postos de saúde, fato ocorrido nos últimos meses.


- É preciso estabelecer porque um terceiro turno foi instalado com a previsão de mais gastos sem que a prefeitura tivesse condições de quitar seus compromissos já existentes com o funcionalismo - ressalta Renan Campos.


Da mesma forma, solicita informações sobre o excesso de arrecadação apurado em R$ 33 milhões não foi usado para cobrir o déficit orçamentário e uma previsão detalhada das receitas, na ordem de R$ 303 milhões, que a prefeitura teria para receber de “diversas fontes” como anunciou pela imprensa.


Entre os documentos pedidos, a equipe de transição do governo eleito de Bernardo Rossi cobra planejamento para reversão da situação atuarial do Instituto de Previdência e Assistência Social dos Servidores Públicos de Petrópolis (Inpas). A dívida da prefeitura com o Inpas já teria ultrapassado R$ 20 milhões e o déficit mensal do Instituto, que paga a 2.900 aposentados e pensionistas, giraria em torno de R$ 500 mil a R$ 800 mil.


- Além do 13º salário que a prefeitura já anunciou que não vai cumprir, afolha de pagamento de aposentados e pensionistas também está ameaçada nos primeiros meses de 2017. Queremos garantias documentadas de previsão orçamentária para a quitação da folha dos inativos – quase R$ 8 milhões – nos primeiros meses de 2017 - cobra Renan Campos.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS