Petrópolis, 06 de Junho de 2020.
Matérias >> BR-040: obras da NSS
   
  Governo Municipal volta a pedir ajuda da União para criar a ligação Bingen-Quitandinha

Data: 05/03/2020

 

Governo Municipal volta a pedir ajuda da União para criar a ligação Bingen-Quitandinha

Tribuna de Petrópolis

 

Um ano depois de anunciar que poderia dar, por conta própria, uma solução para criar a sonhada ligação Bingen-Quitandinha, o Governo Municipal voltou a pedir ajuda da União para tornar o projeto realidade. Em reunião realizada ontem, na sede do Ministério da Infraestrutura, em Brasília, o vice-prefeito Albano Filho, o Baninho, e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, pediram solução, mesmo que provisória, para a questão. O pedido é que o governo federal, que chegou a prometer a obra em 2017, não espere a conclusão do processo para nova concessão da BR-040.

Os representantes da Prefeitura aproveitaram o encontro para pedir celeridade no processo para nova concessão da estrada e frisar a necessidade da retomada da obra da nova subida da serra. Eles também reiteraram pedido para redução do valor do pedágio, com cobrança proporcional para os petropolitanos.

Um levantamento com todos os pontos que devem ser considerados durante o processo da modelagem da nova concessão da rodovia e que foi feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Novamosanta, foi entregue ao Marcello Costa, secretário responsável pelo MINFRA. Também participaram do encontro Fabio Carvalho - representando a Natalia Marcassa - Secretária de Fomento, Planejamento e Parceria (MINFRA), diretor do DEAP Minfra; Luciano Lourenço - Coordenador Geral do DTROD / Minfra e Issa Miguel - coordenador do DTROD / Minfra.

“Estamos aqui, a pedido do prefeito Bernardo Rossi para pedir que o processo de escolha da nova concessão da rodovia leve em consideração as solicitações da prefeitura. O estudo detalhado mostra as necessidades da nossa cidade. Precisamos da retomada da obra da nova subida e que a estrada receba a manutenção necessária, mas também queremos segurança e a garantia que a ligação BingenQuitandinha seja feita. Não podemos esperar mais”, afirmou o vice-prefeito Baninho.

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Marcelo Fiorini, o secretário Marcello Costa afirmou que vai fazer o possível para auxiliar o município, principalmente no que diz respeito à ligação Bingen-Quitandinha.

“A reunião foi muito proveitosa e o secretário disse que vai estudar junto a Agência Nacional de Transporte Terrestres uma solução para ligação Bingen- Quitandinha, ainda que provisória, mas antes do término do processo para escolha da nova concessão. Ficamos responsáveis por voltar ao ministério com propostas e o faremos o mais rápido possível”, contou Marcelo Fiorini.

Marcelo Fiorini salientou, ainda, a necessidade de revisão na questão do pedágio na BR-040 para os petropolitanos. “Petrópolis é a cidade mais lesada pelo abandono da BR-040. Além disso, muitos petropolitanos precisam pagar o pedágio diariamente para trabalhar no Rio de Janeiro. O que queremos é que seja levada em consideração a possibilidade de se implantar um pedágio proporcional, sistema free flow”.

Os dados apresentados em Brasília também foram levados pela prefeitura para representantes do IFC - Internacional Finance Corporation - World Bank Group. O IFC está atuando na estruturação das novas concessões das rodovias do Estado, junto com a EPL - Empresa de Planejamento e Logística e Minfra. Em setembro de 2019 a prefeitura também entregou à ANTT e à EPL, documento com as mesmas sugestões de intervenções que devem ser previstas no novo edital para concessão da BR-040.

 

Levantamento solicita novos acessos e manutenção

O estudo feito pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Novamosanta relaciona as intervenções no trecho da BR-040 compreendido entre seu entroncamento com a Avenida Brasil (km 124) e a Praça de Areal, situada no km 45. “São intervenções que julgamos essenciais e, em alguns casos, emergenciais para o desenvolvimento econômico e mobilidade de Petrópolis”, acrescenta Fiorini.

Entre os pontos apresentados no levantamento estão: importância da retomada da obra da nova subida da serra, melhoria do acesso da BR-040 para a Avenida Brasil e Linha Vermelha, viabilização da estrada parque (quando a atual pista de subida parar de funcionar), eliminação de cruzamentos em nível em Araras/Vale das Videiras e Fazenda Inglesa; criação de vias marginais para tráfego local no trecho de Itaipava; criação e melhoria de acessos interligando os dois lados da rodovia nos acessos - Duarte da Silveira; acesso à comunidade Leonardo Boff; acesso ao Carangola; acesso à Feirinha de Itaipava - rotatória de Bonsucesso; acesso à BR040 (Bramil) / BR-495; acesso à ponte do Aranha Céu; acesso ao Castelo de Itaipava; acesso ao Condomínio Industrial da Posse - Revisão dos acessos à Av. Brasil e Linha Vermelha; manutenção da atual subida da serra na futura concessão e uso do túnel, compatibilizando com uso misto de Estrada Parque no futuro; transferência do local da praça de pedágio e adoção de tecnologia (free flow), a fim de melhorar a isonomia do uso da tarifa da rodovia; e a incorporação de medidas sugeridas pelo MPF quanto a postos de Polícia Rodoviária Federal, em especial no Belvedere, com disponibilização de informações, imagens, comunicação, bem como outros apoios que se fizerem necessários para a garantia da segurança na rodovia.

“A BR-040 é muito utilizada pelos petropolitanos que trabalham no Rio e também pelos turistas e a falta de manutenção atrapalha a rotina dessas pessoas, afasta visitantes e prejudica os empresários que precisam escoar seus produtos pela Br040. Queremos que o governo federal esteja atento às nossas solicitações”, disse o prefeito Bernardo Rossi.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS