Petrópolis, 07 de Março de 2021.
Matérias >> Outras Instâncias de Poder
   
  Iphan desmente CPTrans e diz que não viu projeto

Data: 10/01/2012


A CPTrans quer tirar os pontos de ônibus da calçada e passar para a praça: mais espaço para os usuários.

A Companhia Petropolitana de Trânsito e Transporte (CPTrans) anunciou no último dia 6 de janeiro que pretende mudar o ponto de ônibus localizado no Bosque do Imperador para a praça em frente. Segundo a companhia, o objetivo é ampliar o espaço urbano ocupado pelo ponto, mas a  mudança deve demorar a acontecer, já que o projeto ainda não foi apresentado ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).
De acordo com a CPTrans, com a mudança, o tráfego no Bosque terá sentido de direção invertido. A alegação é de que a calçada que atualmente suporta o número de pessoas que esperam diariamente pelos coletivos, cerca de 6.500, não tem espaço suficiente para abrigar os passageiros.
Segundo Maximino Costa, chefe substituto do Iphan (a titular do cargo, Érica Machado, está de férias), o instituto espera a apresentação do projeto por parte da CPTrans. “Ainda não nos foi encaminhado esse pedido. Já sabemos dessa indicação porque o presidente da companhia esteve aqui no final de dezembro e citou a iniciativa, mas ainda não recebemos a demanda”, garantiu Maximino.
Maximino explicou ainda que de acordo com as especificações do projeto a resposta não tem previsão para ser divulgada. “Temos que analisar o caso para dar uma posição oficial. Tudo depende do que é especificado no pedido. Às vezes, pedimos um suporte técnicos para outros profissionais e especialistas”, disse Maximino.
A equipe da Tribuna tentou entrar em contato com o Museu Imperial para ouvir a posição do instituição com relação à mudança, mas, por conta das férias de janeiro, não conseguiu resposta. Questionado se o museu poderá ser ouvido neste caso, Maximino esclareceu que, se for necessário, a direção do órgão será procurada. “Depois de analisar o caso e for identificada a necessidade de se ouvir o museu, vamos procurá-los, com certeza. Todos que podem ter a rotina modificada por conta de uma mudança como essa podem ser ouvidos”, afirmou.
O ponto de ônibus dá acesso às linhas 300, 330, 340, 350 e 527, com destino aos terminais Itamarati e Corrêas, ao bairro Quissamã e à Estrada da Saudade. “O ponto está em um local que já não comporta mais o número de passageiros que o utilizam. Fizemos esta proposta para dar mais dignidade e conforto a essas pessoas”, explicou o presidente da CPTrans, Roberto Naval.
Segundo a CPTrans, de acordo com a proposta, será instalado na praça um abrigo composto de seis módulos, somando 10 metros de largura por três de altura, destinado ao embarque. Já em direção à Avenida Dom Pedro I será feito o desembarque de passageiros.

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 10 de Janeiro de 2012.

 

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS