Petrópolis, 17 de Outubro de 2021.
Matérias >> Artigos
   
  Ponto de vista: Eficiência no setor público

Data: 13/06/2014


Ponto de vista: Eficiência no setor público

O FLUMINENSE, 13-06-2014

 

Os órgãos públicos, ou suas empresas concessionárias, ou sob qualquer outra forma de empreendimento, são obrigados a fornecer serviços adequados, eficientes e seguros. Sendo assim, a eficiência necessária ao sistema deve buscar a otimização dos recursos para oferecer um resultado qualitativo e quantitativo que traga satisfação ao cliente e a toda sociedade.

Diante dessa realidade, a administração pública deve buscar com muita perseverança, as melhores técnicas e ferramentas de gestão profissional para cumprir seu papel fundamental como instituição de serviço. Sua estrutura, portanto, não deve e não pode ficar atrelada ou ser levada a reboque deste ou daquele governo ou governante, já que sua finalidade tem caráter perene.

A sociedade civil deve exigir dos governantes ou gestores que nossas instituições públicas (p.ex.: postos de saúde, UPA´s, Hospitais) estejam continuamente se modernizando, quer seja em suas estruturas, quer seja principalmente em suas ações. A gestão de Qualidade e o princípio da Eficiência na administração pública, diz respeito a um conjunto de fatores, e não tão somente ao atendimento do servidor público. A má qualidade e a ineficiência que ainda existem em várias repartições, não podem ser atribuídas apenas a quem está na linha de frente. Um exemplo dessa ineficiência é o que está acontecendo agora na saúde pública: os postos de saúde do município de Niterói (e talvez outros) encontram-se desabastecidos da vacina antitetânica, porque a Secretaria Estadual não forneceu a vacina. Por que deixaram chegar até o desabastecimento?

Vale a pena então refletir sobre o comando do sistema como um todo e buscar as verdadeiras razões dos equívocos na gestão, que podem estar na falta de princípios básicos pela busca da qualidade, alinhadas à realidade de cada ambiente e conscientização da comunidade atendida.

Não podemos nos esquecer que mesmo no contexto do serviço público, o cliente também é o dono do empreendimento, o que torna o princípio da eficiência relevante.

 

Benito Petraglia, presidente da Associação Médica Fluminense (AMF)




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS