Petrópolis, 07 de Agosto de 2020.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  Covid-19: cervejarias artesanais já amargam prejuízos e começam a demitir

Data: 07/05/2020

 

Covid-19: cervejarias artesanais já amargam prejuízos e começam a demitir

Janaína do Carmo - Tribuna de Petrópolis


O setor cervejeiro de Petrópolis é mais um segmento que está amargando prejuízos devido a pandemia do Covid-19. Com as medidas de restrições impostas pelos governos Municipal e Estadual e o isolamento social, as fábricas tiveram uma redução de cerca de 90% no movimento e algumas já começam a demitir os funcionários. 

Segundo o presidente da Associação de Microcervejarias de Petrópolis, José Renato Romão, as demissões começaram no fim de abril e início de maio. A entidade não divulgou um balanço de quantos trabalhadores foram demitidos.  “Estamos fazendo esse levantamento. É um momento de dificuldades para as fábricas para conseguir manter o quadro de funcionários”, lamentou.

A associação também não tem um levantamento das perdas econômicas das cervejarias, mas segundo José, quase todas as fábricas estão fechadas. “A venda delivery e em apenas alguns supermercados é muito pouco para manter a produção”, disse o cervejeiro. “O mercado também vivia dos eventos, vendas nos bares e restaurantes”, completou José Renato. A cidade conta com 20 marcas de cervejas artesanais e 12 fábricas.

O setor cervejeiro emprega diretamente 150 pessoas em Petrópolis e indiretamente esse número pode ultrapassar mais de 800 pessoas. 

 

 

Campanha arrecada quase 2 toneladas de alimento com troca por chope artesanal


Cerca de 2 toneladas de alimentos foram arrecadadas – em apenas uma hora e meia - durante a campanha “Chope do Bem”, da Associação de Microcervejarias de Petrópolis (AMP), que aconteceu na manhã desta quinta-feira (07.05) em dois pontos da cidade: Itaipava e Quitandinha. Em sistema de drive thru, a cada três quilos de alimentos doados o motorista levava pra casa um litro de chope artesanal. A iniciativa, que conta com o apoio das secretarias de Assistência Social e Desenvolvimento Econômico, tem o objetivo de ajudar famílias em vulnerabilidade social que tiveram a renda comprometida neste período de pandemia.

Todos os alimentos irão para instituições de caridade e também para cestas básicas que serão entregues pela Assistência às famílias cadastradas. Todas são acompanhadas pelas equipes da secretaria e passam por uma análise antes de serem incluídas em um cadastro geral. As famílias também estão sendo assistidas pela campanha “#Petrópolis no combate ao coronavírus. Seja Solidário”, que já entregou 871 cestas básicas desde o fim de março, um total de 14.8 toneladas de alimentos.

Desta vez, 20 cervejarias da cidade decidiram, também, mostrar o quanto são solidárias neste momento. Foram distribuídos 600 litros de chope. “A associação resolveu ajudar os menos favorecidos que estão sofrendo com a covid-19. E as pessoas se mostram muito solidárias, colaboraram bastante. Se a gente pode fazer alguma coisa, a gente tem que fazer”, frisa o cervejeiro Paulo Ratto, da Brassaria Matriz. “Algumas pessoas levaram até a mais do que precisava. No Quitandinha, trocamos tudo em 35 minutos”, completa o presidente da AMP, José Renato Romão.

Os postos de troca foram montados no estacionamento do Hortomercado José Carneiro Dias, em Itaipava, e no Palácio Quitandinha. Os motoristas entregam as doações e pegavam na hora o seu litro de chope artesanal, fabricado pelas cervejarias locais.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS