Petrópolis, 15 de Julho de 2020.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  Instituto Social São José passa para a gestão da rede Bom Jesus

Data: 05/09/2013

 

 

 

Representantes da rede Bom Jesus se reuniram com profissionais, pais e alunos do Instituto Social São José, que a partir do próximo ano será gerido pela instituição de ensino com sede em Curitiba. A notícia sobre a transferência da gestão foi dada oficialmente na noite de ontem e o clima era de emoção entre os profissionais e os estudantes. O Bom Jesus assumirá o comando da terceira maior escola da cidade devido às dificuldades enfrentadas pela Congregação de São José Chambéry para encontrar freiras que pudessem assumir o compromisso. Segundo os profissionais da rede Bom Jesus, somente após o acompanhamento que será feito durante todo o mês de setembro será possível dizer se haverá demissões. Hoje a escola emprega aproximadamente 100 pessoas e tem por volta de 700 alunos.

O encontro teve como objetivo acalmar os ânimos e esclarecer as dúvidas de pais e estudantes, já que o boato sobre a suposta compra da instituição de ensino corria pela cidade. A diretora do Instituto Social São José, irmã Cleonice Demarchi, que está na instituição desde a sua fundação, há 63 anos, afirmou que se trata de uma parceria e que a congregação confia no Bom Jesus. Uma das possibilidades é que o colégio tenha o nome Bom Jesus São José. “Há anos lutamos para manter o colégio funcionando e a congregação não pensa em se desfazer deste patrimônio. Não estamos abandonando a educação, mas sim passando a gestão para aqueles que temos certeza que darão continuidade a este trabalho”, pontuou a irmã Geni durante a reunião.

Os alunos e a diretora hastearam a bandeira do Instituto Social São José no pátio da escola como uma demonstração de carinho à instituição. Muitos choravam e se abraçavam. Os representantes da rede Bom Jesus explicaram que os dois prédios – o que já funciona na Rua Santos Dumont e o da Rua Ipiranga – serão mantidos. A possibilidade de demissões foi o principal motivo de preocupação para os funcionários, incluindo profissionais como os auxiliares de serviços gerais. Os professores lembraram que na época em que o Bom Jesus assumiu o Colégio dos Canarinhos, há 16 anos, muitos profissionais foram dispensados. “Primeiro temos que conhecer o funcionamento da instituição para poder avaliar suas necessidades. Não podemos garantir que não haverá demissões”, explicou um dos representantes da rede, acrescentando que também é possível fazer remanejamentos, enviando os funcionários para o prédio da Rua Santos Dumont.

O representante do Bom Jesus ressaltou que a rede tem hoje cerca de 5 mil funcionários e aproximadamente 30 mil alunos nos 29 colégios destinados à educação básica e nas nove unidades de ensino superior. “Primamos pelo ensino religioso ecumênico e temos uma linha bem parecida com a das irmãs, portanto, acreditamos que vamos continuar sendo procurados pelas famílias pela formação humano/religiosa”, afirmou ele, acrescentando que a partir de hoje começarão a ser feitos os cadastros dos alunos e turmas. Dentro de um mês, a rede Bom Jesus espera ter pleno conhecimento do funcionamento do colégio, o que permitirá disponibilizar as matrículas on-line.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS