Petrópolis, 09 de Julho de 2020.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  PIB de Petrópolis é um dos 100 maiores do país

Data: 13/12/2012

Petrópolis está entre os cem maiores municípios com os maiores valores do Produto Interno Bruto (PIB), de acordo com os resultados do Sistema de Contas Nacionais relativos às tabelas de recursos e usos, contas econômicas integradas, contas regionais do Brasil, produto interno bruto dos municípios e matriz de insumo-produto divulgado ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O município aparece em 80º lugar no País e 9º no estado do Rio de Janeiro em relação ao PIB a preços correntes, figurando com R$ 7,06 bilhões, em 2010, tendo uma elevação de mais de R$ 260 milhões em relação ao ano anterior.
O adicionado bruto dos serviços é o que apresenta o maior valor, subiu de R$ 3,7 bilhões para R$ 3,9 bilhões em 2010, assim como também teve crescimento o da indústria, só que menor. Passou de R$ 2,42 bilhões para R$ 2,43 bilhões nos mesmos períodos. Já o valor referente ao setor agropecuário apresentou queda, passando de R$ 12,8 bilhões em 2009 para R$ 11,9 bilhões no ano seguinte. O PIB per capita a preços correntes de Petrópolis está em R$ 23,8 mil (R$ 23.858,33).
Os primeiros lugares ficaram com as capitais, sendo São Paulo-SP em primeiro, com R$ 443,6 bilhões; seguido de Rio de Janeiro-RJ (R$ 190,2 bilhões), Brasília-DF (R$ 149,9 bilhões), Curitiba-PR (R$ 53,1 bilhões), Belo Horizonte-MG (R$ 51,6 bilhões), Manaus-AM (R$ 48,5 bilhões) e Porto Alegre-RS (R$ 43 bilhões). Mesmo estando na primeira posição, São Paulo apresentou queda nos valores. Os segmentos indústria de transformação e comércio e serviços de manutenção e reparação foram os principais responsáveis pela perda de participação. No Rio de Janeiro, a queda de participação ocorreu principalmente em função da indústria de transformação, no segmento fabricação de máquinas e equipamentos utilizados na extração mineral e na construção. 
Excluindo-se os municípios das capitais, 11 municípios destacaram-se por gerarem individualmente mais de 0,5% do PIB nacional, agregando 8,6% da renda gerada no país. Esses municípios, com grande integração entre a indústria e os serviços, eram: Guarulhos (SP), Campinas (SP) e Osasco (SP), que geravam, individualmente, 1,0%; São Bernardo do Campo (SP), 0,9%; Betim (MG), 0,8%; Barueri (SP), Santos (SP), Duque de Caxias (RJ) e Campos dos Goytacazes (RJ), que geravam 0,7% individualmente; São José dos Campos (SP), 0,6%, e Jundiaí (SP), 0,5%.
No estado, Petrópolis ficou em oitava posição, ficando atrás da capital, de Duque de Caxias, Campos dos Goytacazes, Macaé, Niterói, São Gonçalo, Angra dos Reis, Nova Iguaçu e Volta Redonda, ficando na frente de Cabo Frio e Resende que também figuraram entre os cem maiores valores do PIB brasileiro.

 

 

 

 

FONTE: Diário de Petrópolis




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS