Petrópolis, 10 de Julho de 2020.
Matérias >> Petrópolis e as Chuvas >> Vale do Cuiabá
   
  Comissão constata obras não concluídas no Cuiabá

Data: 08/11/2014

Comissão constata obras não concluídas no Cuiabá

Tribuna de Petrópolis, Sexta, 07 Novembro 2014 09:08

 

 

Diante da constatação da Comissão, os representantes do Departamento de Estradas e Rodagens do Estado se comprometeram a finalizar as intervenções até o fim deste mês.

 

Em mais uma visita técnica ao Vale do Cuiabá, os membros da Comissão Especial de Acompanhamento das Chuvas de 2011 constataram que, as obras, com prazo de término para o dia 21 de outubro, não foram concluídas. Diante da constatação da Comissão, os representantes do Departamento de Estradas e Rodagens do Estado se comprometeram a finalizar as intervenções até o fim deste mês.

A visita aconteceu na terça-feira, dia 4 de novembro, quando o presidente da Comissão, vereador Silmar Fortes (PMDB), lamentou a ausência de representantes do Governo Municipal. “Mais uma vez o Executivo Municipal não compareceu. Esse trabalho deveria ser realizado coletivamente e essa ausência compromete todo o processo. O verão está a caminho e, por exemplo, ainda não temos a garantia de que haverá um sistema de alerta e alarme, e de que ele funcionará na região. A demora do Inea em fazer o pagamento das indenizações dos moradores também preocupa”. 

A visita da Comissão ao Cuiabá contou com a presença da promotora do Ministério Público do Rio de Janeiro, Zilda Beck, da engenheira Rafaela Fachetti, do representante do Crea, Adacto Ottoni, dos representantes do DER, Rafael Agenor dos Santos e Nelson Marques, e da representante do Centro Alceu Amoroso Lima, Janaína Moebus.

Adacto Ottoni verificou o assoreamento na foz dos rios Piabanha e Santo Antonio. “A situação é preocupante, mas não adianta a realização de dragagem se as erosões continuarem na bacia, deve-se melhorar a impermeabilidade do solo. Deve haver um programa de curto e médio prazo de reflorestamento, construção de barreiras de encostas para controlar a erosão e valas para infiltrar a água”, alertou.

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS