Petrópolis, 10 de Julho de 2020.
Matérias >> Petrópolis e as Chuvas >> Vale do Cuiabá
   
  Engenheiro alerta para novos desastres no Vale do Cuiabá

Data: 21/09/2014

Engenheiro alerta para novos desastres no Vale do Cuiabá

 

Diário de Petrópolis, Domingo, 21 de setembro de 2014

 

Gabriela Haubrich

 

Os moradores do Vale do Cuiabá estão preocupados com a proximidade do verão e o tradicional período de chuvas. Eles alertam que os recentes incêndios florestais desmataram a vegetação local e deixaram a área ainda mais exposta a novas enchentes e deslizamentos. E de acordo com o engenheiro agrônomo Rolf Dieringer, as consequências dessa vez podem ser ainda mais desastrosas do que nos episódios ocorridos em 2008 e 2011.

 

Segundo revelou, já foram gastos R$ 150 milhões em obras de revitalização na região, que incluíram o aumento de 2% na vazão do Rio Cuiabá. Mas, para ele essa medida não será suficiente para escoar o volume de água que desce da serra de Teresópolis durante as grandes tempestades. 

- Hoje a população da região dos rios Cuiabá, Jacó e Santo Antônio vive com uma falsa sensação de segurança. Enquanto não forem à raiz do problema, que é a degradação ambiental daquela região em mais de 1.500 hectares, continuaremos a ter enchentes e deslizamentos naquela área. – alertou.

 

O engenheiro acredita que o reflorestamento da área degradada custaria cerca de R$ 50 milhões, além de criar renda, emprego e desenvolver o potencial turístico da região e resolver definitivamente o problema do desmatamento.

 

 

- Com isto o risco de enchentes e deslizamentos seria reduzido em 90% e teríamos uma cidade muito melhor e mais segura. Em vez de plantarmos naquela região 25 milhões de árvores, plantou-se apenas 230 mudas de mata nativa durante uma cerimônia, ou seja apenas 0,00092% do necessário.

 




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS