Petrópolis, 22 de Setembro de 2021.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Assessoria Direta ao Prefeito
   
  Prefeito faz balanço dos dois anos de governo

Data: 30/12/2014

 

 

Bomtempo avalia governo como positivo

Ao apresentar o balanço de dois anos de seu governo, o prefeito Rubens Bomtempo afirmou que o saldo é positivo.

No entanto, manifestou preocupação com o futuro do município ao longo de 2015, quando o Brasil deve sofrer uma de suas piores crises financeiras. Como já havia antecipado à Tribuna na semana passada, o prefeito voltou a falar da queda de arrecadação de ICMS do Estado e a redução dos royalties do petróleo para a cidade, que deve ficar em torno de R$ 8 milhões, o que vai comprometer os investimentos. 

O aumento da passagem de ônibus foi outro assunto abordado pelo prefeito Bomtempo, deixando claro que o valor máximo de aumento é R$ 3,20. Porém, para não onerar demais o trabalhador e o empresário, o Governo Municipal vai negociar para que o valor no cartão e no vale-transporte seja diferenciado, neste caso pode ser R$ 3,10. “Todo mundo sabe que a passagem desde que assumi o governo era R$ 2,80. Durante seis meses tivemos o valor de R$ 2,65 e depois houve a necessidade de corrigir o valor da tarifa. Agora, conforme apontaram os membros do Comutran, há necessidade de novo reajuste e isso em função de todos os aumentos ocorridos, principalmente com combustível”, afirmou o prefeito, comentando que um novo estudo está sendo realizado para chegar ao valor correto.

Outro tema abordado pelo prefeito Rubens Bomtempo é a dificuldade neste fim de ano da União cumprir com sua responsabilidade, repassando apenas 70% dos recursos para o Município, sendo que 30% devem ser repassados somente em janeiro. “Essa é outras dificuldades acabam prejudicando o município e comprometendo nosso orçamento, pois temos que pagar serviços que seriam custeados com recursos da União para que continuem funcionando, como as UPAs”, comentou o prefeito, frisando que o aumento de salário dos funcionários das UPAs é pago com recurso do município, pois a União e o Estado não aumentaram o valor de repasse deles e ainda atrasaram. 

Por causa das dificuldades financeiras que vão surgir em 2015, principalmente no primeiro semestre por conta da redução de ICMS e cortes que serão realizados no Orçamento da União, o prefeito Rubens Bomtempo disse que algumas medidas serão tomadas para conter os gastos no município. “Nos primeiros dias do governo em 2015 vou nomear uma comissão que será responsável pela execução orçamentária. Será uma comissão especial. Temos que ser responsáveis e por isso os recursos serão contingenciados. Não existe outra forma de atuar para superar problemas como a queda de ICMS e os problemas que o Governo Federal vêm apresentando”. 

A habitação é outro desafio que o governo Rubens Bomtempo está enfrentando, pois a cidade tem um déficit de 15 mil unidades. Os dois problemas mais recentes nesse setor são com relação às casas no Caetitu com o programa Minha Casa, Minha Vida, quando o Ministério das Cidades exigiu que o município apresente a demanda social antes do início das obras. “Até agora não entendemos essa exigência, pois, conforme o programa, a demanda social é apresentada somente quando 40% da obra está pronta. É importante deixar claro que estamos cadastrados na Caixa Econômica Federal e até agora cumprimos todas as exigências”, frisou o prefeito. 

Outra dificuldade é com relação às obras de construção do conjunto habitacional da Posse, onde o empresário quer receber mais para concluir a obra. “O problema é que o contrato é de 2007 e por isso estou encontrando problema para atualizá-lo, contou o prefeito, frisando que o governo vem desenvolvendo vários projetos na área de Habitação.

Com relação à mobilidade, o prefeito disse que o Governo está trabalhando nos projetos, cumprindo compromisso assumido com a União. Ele destacou a obra que será realizada na Estrada União e Indústria, por determinação da Justiça Federal, pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) cuja licitação deve acontecer nos próximos dias. 

O prefeito Bomtempo disse que, aproveitando a determinação judicial, a Prefeitura conseguiu incluir no projeto do DNIT diversas modificações na União e Indústria que vão melhorar a mobilidade da entrada do Carangola até Pedro do Rio. Os projetos para a Coronel Veiga, Duas Pontes e para a Rua General Rondon estão em análise na Caixa Econômica por conta do PAC da Mobilidade.

Rogério Tosta

 

Bomtempo faz balanço dos dois anos de governo

Diário de Petrópolis, Terça-feira, 30/12/2014

 

Saúde e mobilidade urbana serão prioridades para o próximo ano

Durante café da manhã oferecido ontem (29) à imprensa, o prefeito Rubens Bomtempo (PSB) apresentou um balanço de todas as ações realizadas nesses dois anos de governo. Para 2015 ele afirmou que dará total prioridade à saúde. Mas outros assuntos importantes como mobilidade urbana e também o reajuste do preço da passagem estavam na pauta da entrevista coletiva.

Por cerca de uma hora e meia, Bomtempo mostrou, através de um telão, todas as ações do seu governo, explicando um pouquinho de cada uma das ações de todas as secretarias. A mobilidade urbana, segundo o Bomtempo, será o seu desafio para 2015.

- Serão investidos pelas três esferas, federal, estadual e municipal, algo em torno de R$ 37 milhões para ações nos gargalos da cidade, como na Estrada União e Indústria e Coronel Veiga. Iremos realizar um conjunto de obras que serão fundamentais para amenizar o problema no trânsito – assegurou.

“O objetivo é amenizar o problema no trânsito – Rubens Bomtempo – prefeito”

Rubens Bomtempo garantiu ainda que já apresentou projetos das obras à Caixa Econômica Federal e ao Iphan para análises.

Novas rotatórias nas Duas Pontes e General Rondon e projetos para Itaipava, entre eles no Trevo de Bonsucesso, também estão sendo lembrados pela prefeitura.

Mas, com tantos projetos pela frente, a ideia do prefeito é nomear uma comissão que será responsável pela execução orçamentária de 2015.

- Nos três primeiros meses do ano que vem os recursos serão contingenciados - explicou.

‘‘ Investiremos ainda mais na saúde no ano que vem – Bomtempo’’

Outro assunto não menos importante foi a área da saúde. O prefeito fez questão de frisar que no seu primeiro ano de governo o número de cirurgias foi de 2.129, em 2013 chegou a 2.254 e este ano, até novembro alcançou 3.420 cirurgias. O reajuste do salário dos servidores desta pasta também foi lembrado pelo chefe do Executivo.

- Investimos muito na saúde e para 2015 realizaremos novas ações nessa área – garantiu Bomtempo.

Segundo o prefeito a inauguração do Samu foi fundamental para o município. Ele afirmou que o sistema funciona, e muito bem.

- Está comprovado que funciona, pois na explosão do restaurante na Rua Teresa, na última sexta-feira (26), a equipe do Samu foi acionada e rapidamente chegou ao local para socorrer as vítimas – comemorou.

Ele disse ainda que a informatização da rede municipal de saúde está sendo fundamental para melhorar o setor.

- É uma série de fatores que contribuíram para melhorar a saúde, como o aumento do número de leitos no Hospital Municipal Dr. Nelson de Sá Earp, que passou de sete para dez e as obras de ampliação do Posto de Saúde da Família do Alto da Serra – explicou.

A ampliação da Rede de Atenção Básica, a reforma do Posto de Saúde Leônidas Sampaio (Alto da Serra) e do Posto do Itamarati, além das melhorias no Instituto da Mulher, da Criança e do Adolescente e obras na Farmácia Popular (na Rua Epitácio Pessoa) também foram comemoradas por Bomtempo.

- Além destas obras estamos criando mais cinco Academias da Saúde – lembrou.

Rubens Bomtempo falou sobre as 1.125 cirurgias de cataratas realizadas até novembro deste ano e dos novos veículos adquiridos para a Secretaria de Saúde.

No relatório apresentado, o prefeito disse que seis postos estavam sem médicos quando recebeu o governo e hoje são apenas dois (cujos nomes não foram citados) que estão sem profissionais.

 

Preço da passagem é o tema polêmico

Assim que terminou a apresentação das ações da prefeitura, Rubens Bomtempo passou a responder as perguntas dos repórteres. Indagado sobre o aumento do preço da passagem de ônibus o prefeito garantiu que o valor está defasado.

- Temos que lembrar de vários fatores para justificar o reajuste como o aumento do preço óleo diesel e o dissídio dos funcionários – argumentou, acrescentando em seguida que o transporte ainda precisa melhorar mais.

Mas o prefeito deixou escapar que o valor poderá ficar em R$ 3,10, que seriam cobrados nos cartões e no Vale Transporte.

- Não podemos onerar os empresários e muito menos os trabalhadores - lembrou.   

 

Inpas é uma das preocupações do prefeito Rubens Bomtempo

Indagado pelo Diário sobre a situação do Inpas (Instituto de Previdência do Servidor Público de Petrópolis), Bomtempo disse que este ano encontrou muitas dificuldades na instituição. Um dos motivos segundo ele é o aumento anual da folha salarial do órgão.

- É um número que não podemos controlar, já que todo ano muitos servidores se aposentam e a folha, claro, aumenta – explicou.

 

Contenções também foram lembradas por Bomtempo

Os lotes 1, 2 e 3 do PAC das Encostas não deixaram de ser valorizadas pelo prefeito. Ele fez questão de frisar que 80% das obras no Vale do Carangola estão concluídas, onde foram investidos quase R$ 5 milhões.

- Outras obras estão sendo realizadas nas ruas Casimiro de Abreu (Centro) e Antônio Soares Pinto (24 de Maio) – lembrou.

No lotes 2 e 3 alguns dos locais beneficiados são Comunidade do Neylor, Atílio Marotti, Morin, Oswero do Carmo Vilaça (Alto da Serra) e Bataillard.

Os 40 km de asfalto aplicados em ruas da cidade e a revitalização da Praça da Liberdade foram citados pelo chefe do Executivo, além dos 600 postes restaurados e a extensão de rede. Para 2015, o município contará com R$ 9 milhões para aquisição de equipamentos.

Na área de habitação o prefeito lembrou das 776 unidades que estão sendo construídas no Vicenzo Rivetti (Carangola) e da Posse, onde a prefeitura encontrou problemas com uma empreiteira.

- O contrato entre o município e a empreiteira era de 2007 e agora a empresa quer receber mais pelo trabalho – explicou.

Bomtempo contou ainda que hoje o déficit habitacional na cidade chega a 15 mil unidades.

 

Valorização da educação integral também lembrada

Quando o prefeito falou sobre educação, brincou com a Mônica Freitas, já que o prédio da secretaria foi completamente restaurado.

- Ela (Monica) foi privilegiada com o novo prédio – declarou.

Na área da Educação Infantil Bomtempo disse que uma de suas prioridades foi o combate às vagas ociosas, a valorização da educação integral, a merenda mais nutritiva nas escolas da rede  e ainda o combate à evasão escolar.

- Teremos novos CEIs (Centros de Educação Infantil) em 2015 – prometeu.

O prefeito lembrou ainda da manutenção das bolsas com a Universidade Católica de Petrópolis (UCP) e parceria entre prefeitura e UFF, que terá campus na cidade.

Na no fim da coletiva, festas como a Bauernfest, Afro Brasileira, Serra Serata e Exposição Agropecuária foram lembradas.

- A Festa Afro Brasileira não podia de entrar no nosso calendário, pois faz parte da cultura de nosso país – justificou.

Perguntado que nota daria para seu governo, Rubens Bomtempo disse 7 e justificou porque não 10.

- Temos que consolidar ainda mais a saúde. Estamos conseguindo, apesar da falta de recursos – finalizou o prefeito.

 

Além de Rubens Bomtempo diversos secretários participaram da coletiva.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS