Petrópolis, 05 de Fevereiro de 2023.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Infraestrutura
   
  Estudo sobre trânsito custou mais de R$ 250 mil e não foi utilizado

Data: 13/05/2010

Estudo sobre trânsito custou mais de R$ 250 mil e não foi utilizado

 



            O trânsito caótico é um dos grandes problemas enfrentados pelos petropolitanos. Inversão de mão, diminuição do número de coletivos no Centro Histórico, sinalização e mudanças no trajeto são algumas das tentativas frustradas das administrações municipais para melhorar o fluxo de veículos. No governo passado, dois estudos sobre o trânsito foram feitos. Um deles, inclusive, gerou um gasto de R$ 253.065,90 para os cofres públicos. A empresa Theopratique Obras e Serviços de Engenharia Ltda foi contratada em 2007 para a realização do projeto, mas não há informações do que foi feito com o estudo.

            Diferente do projeto feito pela Theopratique, outro também encomendado pelo governo passado no ano de 2007 ficou conhecido e foi até elogiado. O estudo foi feito por uma instituição da Universidade Federal do Rio de Janeiro, a Coope (Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação e Pesquisa de Engenharia). O projeto foi elogiado por órgãos como o Instituto do Patrimônio Artístico e Nacional (Iphan) por abordar os problemas dos pontos de ônibus irregulares na cidade, como o que existe ao lado do Chalé Prefeito Paulo Buarque, na Praça Dom Pedro.

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 12 de maio de 2010.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS