Petrópolis, 05 de Fevereiro de 2023.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Infraestrutura
   
  MP vai apurar problemas na administradora do RioCard

Data: 14/12/2009

MP vai apurar problemas na administradora do RioCard

 

 

            O Sindicato dos Servidores Públicos de Petrópolis encaminhou nesta sexta-feira (11), ao Ministério Público do Trabalho, uma denúncia contra a administradora do RioCard – a Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Rio de Janeiro (Fetranspor). A reclamação é quanto a demora na recarga dos cartões. De acordo com o documento, a Prefeitura faz o pagamento referente aos valores dos vales transportes dos funcionários mas, a empresa só repassa cerca de 10 dias depois, causando prejuízos aos trabalhadores.

            O problema vem acontecendo há 2 meses. Segundo o presidente do sindicato, Osvaldo Magalhães, a administradora está “cometendo o crime de apropriação indébita”. Com os cartões vazios, os cerca de 10 mil servidores são obrigados a pagar a passagem do ônibus do próprio bolso. “As mudanças no sistema de bilhetagem deveria trazer benefícios ao trabalhador, mas vem causando aborrecimento. Além de não terem as recargas efetuadas no dia correto, não é possível saber o saldo dos cartões. O que esta empresa (Fetranspor) está fazendo é apropriação indébita, ou seja, estão pegando o que é nosso, o que é de direito do servidor público. Isto é crime”, explicou.

            A Prefeitura de Petrópolis informou que está ciente quanto aos problemas que vem ocorrendo com a Fetranspor e já está cobrando do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários (Setranspetro) providências. “Depositamos os valores referentes as passagens nos dias certos, mas a empresa não está repassando no mesmo dia”, explicou a assessoria da Prefeitura.

 

Fonte: Diário de Petrópolis, 13 de dezembro de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS