Petrópolis, 01 de Fevereiro de 2023.
Matérias >> Poder Executivo Mun. >> Infraestrutura
   
  Lojas do centro Histórico recolhem pilhas e baterias

Data: 31/07/2009

Lojas do centro Histórico recolhem pilhas e baterias

 

 

 

 

            Pensando na preservação do Meio Ambiente e no descarte incorreto feito pela população e comerciantes, a Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) realiza uma coleta especial para o lixo tecnológico, especificamente pilhas e baterias usadas. A cada duas semanas, a empresa recolhe todo este material nas lojas de eletroeletrônicos do Centro Histórico, que, por lei, necessitam ser também pontos de descarte.

            Uma das lojas que participa deste processo de coleta de pilhas e baterias é a Casa Carlos, localizada na Rua Irmãos D’Ângelo, no Centro. Segundo o funcionário Felipe Bernardino, antigamente a loja possuía uma caixa para que as pessoas interessadas pudessem depositar pilhas e baterias, mas acabou sendo arrancadas por estudantes. “Antes havia uma lixeira onde as pessoas colocavam as pilhas e baterias e a gente recolhia para entregar à Comdep”, disse o funcionário.

            De acordo com o funcionário, agora a Casa Carlos possui uma caixinha em que é depositado esse tipo de lixo tecnológico e durante a semana um caminhão da Companhia de Desenvolvimento de Petrópolis passa no local para a coleta. “Toda quarta-feira recolhemos baterias de telefone, lanterna e pilhas e entregamos esse material em uma caixa para o caminhão especial da Comdep levar”, afirmou Felipe, acrescentando que este trabalho da loja como posto de coleta para pilhas e baterias já funciona há aproximadamente 4 anos.

            Outra loja de eletroeletrônicos que também está recolhendo pilhas e baterias usadas é a Eletrônica Teffé, na Rua Barão de Teffé, que disponibiliza uma caixa na entrada principal para que as pessoas possam depositar ali qualquer tipo de bateria e pilha já em desuso. “Assim que enche a caixinha, ligamos para eles (Comdep) para eles virem buscar as pilhas e baterias”, conta Eduardo Vogel, funcionário da Eletrônica Teffé.

            Eduardo explica que quase sempre a caixa para depositar o lixo tecnológico fica cheia e tem que providenciar outra para as pessoas continuarem colocando o material. “As pessoas vêm para colocar pilhas e baterias. Algumas fábricas também costumam colocar pilhas e baterias aqui”, explicou. Ele diz que a eletrônica Teffé já participa do processo de coleta de pilhas e bateria usadas há quatro anos e que a ação é bastante válida, pois ajuda a preservar o meio ambiente. “Isto evita que este material vá para o meio ambiente”, acredita Eduardo.

            De acordo com a assessoria de comunicação da Prefeitura Municipal de Petrópolis, há 30 lixeiras especiais em escolas do município e em postos de saúde para que a população petropolitana também possa descartar esse material corretamente. Além disso, segundo a assessoria de comunicação, por mês são coletadas na cidade, em média, 1,3 mil pilhas e baterias que são levadas para o galpão no aterro do distrito de Pedro do Rio. No galpão, a Comdep separa o material de acordo com o fabricante, que fica responsável por fazer o recolhimento no próprio aterro de Pedro do Rio.

            Além das lojas Eletrônica Teffé, Casa Carlos e das 30 escolas, os postos de saúde do São Sebastião e da Siméria também possuem lixeiras especiais para as pessoas interessadas depositarem pilhas e baterias.

           

 

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis, 30 de julho de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS