Petrópolis, 03 de Março de 2024.
Matérias >> Conselhos Municipais >> COMUTRAN/CPTrans
   
  Conferência aposta em transporte alternativo

Data: 21/09/2014

Conferência aposta em transporte alternativo

 

Diário de Petrópolis, Domingo, 21 de setembro de 2014

 

 

Rômulo Barroso

 

A Conferência Municipal de Trânsito e Transportes (CMTT) foi realizada neste sábado com a presença de cerca de 200 pessoas. O evento aconteceu no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Petrópolis (Acep) e teve como foco principal o transporte não motorizado, como a bicicleta e a caminhada.

 

Esse foi um segundo passo – depois da Conferência Municipal, realizada em março, que também debate o tema – dentro da construção do Plano Municipal de Mobilidade Urbana, que deve ser feito até abril do ano que vem para que a cidade recolha recursos junto ao Governo Federal.

 

Pela manhã, foi realizada uma mesa de debate que contou com a presença, dentre outras figuras, de Ruy Avancini, diretor técnico de mountain bike da Confederação Brasileira de Ciclismo. Ex-atleta e pai do atual melhor brasileiro do esporte, Henrique Avancini, Ruy defendeu o uso a bicicleta e da caminhada como proposta alternativa para mobilidade urbana. Os ciclistas e os pedestres foram justamente o foco das discussões. O próprio Henrique também esteve na Conferência e elogiou a ciclofaixa criada na Avenida Barão do Rio Branco. Ele foi convidado para ser garoto-propaganda da iniciativa.

 

– Esse é um passo super importante para construção de cidadania. É um orgulho para mim como ciclista e petropolitano fazer parte desse debate em Petrópolis. A ciclofaixa é um avanço e as pessoas tem que se conscientizar que não é exclusivo para ciclista e que precisa existir harmonia entre todos – disse Avancini.

 

Nessa mesa, o professor de Educação Física da Universidade Estácio de Sá, Renato Farjalla, apresentou um estudo sobre uso da ciclofaixa da Barão aos domingos. Segundo ele, é preciso existir regras claras para o compartilhamento do espaço da via pública.

 

– Esse estudo visa contribuir no diálogo sobre a utilização da ciclofaixa. Olhamos para o assunto com perspectiva do lazer. Existe a necessidade de implantar, sim, a ciclofaixa, mas também de educar a população para compartilhar o espaço. Há viabilidade disso acontecer. É precisa estabelecer regras claras de compartilhamento em todos os níveis sociais – acha Farjalla.

 

Outro momento da CMTT foi a eleição dos novos membros do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes (Comutran) por parte da sociedade civil – não encerrada até o fechamento desta edição. Vinte e sete pessoas se candidataram para 11 vagas. Os integrantes do governo municipal seguem os mesmos.

 

– Essa eleição é importante para oxigenar, dar um gás novo ao Comutran, que precisa de gente nova – avaliou o presidente da Companhia Municipal de Trânsito e Transportes (CPTrans), Gilmar de Oliveira. Ele também comentou sobre a Conferência, em que foram apresentadas as 20 propostas surgidas do encontro realizado em março.

 

– É um desafio lidar com a mobilidade no Brasil. É preciso estabelecer políticas para atender as demandas por veículos não motorizados. Petrópolis já está avançando, já que tem uma audiência pública específica para discutir esse tema – comentou. 

Nota: anexo a lista com os novos membros eleitos do COMUTRAN.



Arquivos:

 11a CMTT - Resultado Votacao.pdf


 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS