Petrópolis, 08 de Agosto de 2020.
Matérias >> Conselho Comunitário de Segurança - CCS >> Notícias
   
  Campanha para conscientizar sobre a doação de sangue

Data: 08/02/2012

O que são 5 minutos? Para quem está esperando uma doação de sangue uma espera sem fim. Mas para quem for doar, são minutos que podem salvar uma vida. Com a aproximação do Carnaval, a equipe do banco de sangue do Hospital Santa Teresa, juntamente com um grupo de alunos do Liceu Municipal, resolveu criar a campanha Doa Petrópolis. O banco de sangue já opera em situação preocupante com o estoque muito abaixo do esperado e a campanha vem, além de conscientizar os petropolitanos, mobilizá-los a ser doadores. Para Alvaro Junior, um dos organizadores da campanha, durante os cinco dias de evento a divulgação será intensa, principalmente entre os jovens.

“O colégio Liceu criou um grupo de alunos e ex-alunos, o Liceu em Revista, que tem como objetivo realizar projetos sociais na cidade. O objetivo é conscientizar e principalmente engajar o público jovem em campanhas sociais. O Doa Petrópolis surgiu em parceria com o banco do sangue e vem atender a uma necessidade primordial do hospital, ainda mais com a proximidade do Carnaval”, explicou.

De acordo com Márcia dos Santos Alves, captadora de doadores do Banco de Sangue, o estoque já se encontra em situação crítica. “Nós precisamos trabalhar com a prevenção, até porque o banco de sangue supre a necessidade de todos os hospitais da cidade e cidades próximas. O estoque está muito baixo e isso é preocupante, ainda mais com a proximidade do Carnaval, que é um período em que, infelizmente, acontecem os acidentes”, revelou.

A Doa Petrópolis terá ampla divulgação na internet e redes sociais justamente para atrair o público jovem, que, segundo Yuri Moura, presidente do Conselho Municipal da Juventude, é o grupo com o maior índices de acidentes de trânsito. “Infelizmente essa é uma realidade, temos 70 mil jovens em Petrópolis e em uma pesquisa recente constatou que 80% das mortes destes jovens é pela violência, seja homicídio ou acidentes de trânsito. O que buscamos com a campanha é conscientizar a todos, não só a doar sangue mas ser solidários com o próximo”, disse.

Menores de idade também podem doar sangue

A Doa Petrópolis vem conscientizar principalmente os jovens sobre a importância da doação de sangue, mas o que poucos sabem é que adolescentes de 16 a 17 anos também podem ser doadores, basta que estejam acompanhados de algum responsável. “Os menores de idade também podem doar sangue, basta que estejam acompanhados de algum responsável. Qualquer pessoa saudável, com mais de 50 quilos, pode ser um doador. O processo é rápido, cerca de 5 minutos, indolor e, o mais importante, é um exercício de cidadania e solidariedade.”, convidou Márcia dos Santos Alves, captadora de doadores do Banco de Sangue.

Além de folhetos explicativos e brindes, os possíveis doadores são informados sobre os dias e horários de funcionamento do banco de sangue, que são: de segunda a sexta-feira de 7h às 14h e sábados de 7h às 11h. O estacionamento é gratuito e o doador ainda ganha um lanche reforçado na saída. “As pessoas não precisam ir em jejum, a gente só orienta para não comerem gordura antes da doação. Um único doador é capaz de salvar três vidas, então nós precisamos que os petropolitanos sejam solidários com a causa e ajudem a normalizar o nosso estoque”, finaliza a captadora de doadores do banco de sangue.

Serviço:

Banco de sangue
Rua Paulino Afonso 477, Centro
Horário: de segunda a sexta-feira de 07h às 14h
Sábados de 07h às 11h
Estacionamento gratuito para doadores.
Telefone: 2245-2324.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS