Petrópolis, 08 de Agosto de 2022.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Capacitação
   
  Senai e sindicatos abrem 180 vagas em cursos gratuitos

Data: 05/02/2009

Cento e oitenta vagas em quatro cursos de qualificação profissional serão abertas, a partir de fevereiro, no Senai Petrópolis, para a formação de mão de obra nas áreas de panificação, confecção e movelaria. Os cursos foram viabilizados por meio de uma parceria entre Senai-RJ e os sindicatos patronais de cada área. Os convênios foram assinados nesta segunda-feira (02/02), à tarde na Representação Regional Serrana da FIRJAN. As vagas são destinadas a pessoas de baixa renda e serão preenchidas por alunos indicados pelos próprios sindicatos.

 

Os formados recebem o título de "técnico profissional" os habilitando a atuar na área pretendida. Para o presidente da GE Celma, Marcelo Soares, também presidente do Conselho Empresarial da FIRJAN na Região Serrana, a oportunidade é excelente para quem quer conseguir um emprego ou melhorar sua qualificação. "Ser formado pelo Senai é uma garantia de ser bem recebida no mercado de trabalho dada a excelência de seus cursos. Por experiência própria, como presidente da GE Celma, empresa que faz boa parte dos seus treinamentos no Senai, sei da qualidade do ensino".

 

Para o presidente do Sindicato da Indústria de Móveis, Venício Rossi, as vagas são essenciais para o setor. "Os móveis de Petrópolis são reconhecidos em todo o país pela qualidade, fruto de investimentos em maquinário e design. Queremos profissionais antenados com o mercado", pontua.

 

“O Sindicato da Panificação em Petrópolis, em parceria com o Sistema FIRJAN, em especial o Senai, tem dados passos acertados para o crescimento e fortalecimento do setor. Hoje, temos mais uma oportunidade de formar profissionais competentes ainda mais porque já dispomos de uma Escola de Panificação que segue modernos padrões de ensino e instalações", aponta Roberto Badro, presidente da entidade.

 

Addison Meneses, presidente do Sindicato da Indústria de Confecção, considera que a abertura de vagas vai ao encontro da forte demanda por mão de obra qualificada entre as mais de 600 empresas do setor na cidade e ainda tem o caráter social, por ser destinada a pessoas de baixa renda. "Queremos, posteriormente, abrir turmas para tecnologias mais avançadas que tornem o Pólo de Moda de Petrópolis ainda mais competitivo", considera.

 

A formalização dos convênios recebeu o apoio do Movimento Sindical do Sistema FIRJAN criado em 2003 com o objetivo de aproximar as empresas de seus representantes e fazer a união e o fortalecimento dos sindicatos patronais. "A pretensão é vitaminar os sindicatos para que eles ofereçam cada vez mais serviços a seus associados tornando as empresas coesas, fortes", afirma Ângela Cunha, assessora chefe do Movimento Sindical FIRJAN.

 

Aulas já começam em fevereiro

 

As turmas de padeiro e confeiteiro terão suas aulas na Escola de Panificação do Senai, complexo montado em três andares no Senai Petrópolis com modernos equipamentos. Serão formadas duas turmas de padeiro, com 20 alunos cada e outra, de confeiteiro, com mais 20 alunos. As horas/aula para cada curso são de 412 para padeiro e 456 para confeiteiros.

 

Na área de movelaria são três turmas, com 20 alunos cada, que serão formados em "operador de máquinas para madeira", curso de 240 horas/aula. O curso também será realizado no Senai Petrópolis, nas instalações da Oficina de Movelaria, recentemente reformada e que recebeu equipamentos modernos.

 

Três turmas, com 20 alunos cada, terão aulas (454 horas/aula) de costureiro e já terminam o aprendizado como profissionais. As aulas serão ministradas no Senai Moda, instalações específicas para o setor, que funciona no Centro de Moda da Rua Teresa, coração do pólo de confecção da cidade.

 

Os candidatos devem se inscrever nos respectivos sindicatos que vão preencher carta de indicação a ser dirigida ao Senai. Posteriormente, os candidatos apresentarão no Senai a carta de indicação, a declaração de baixa renda e documentos de comprovação de escolaridade, além do CPF. A seleção feita pelos sindicatos vai seguir a ordem de inscrição até o limite de vagas previsto para cada curso.

 

As turmas de operador de máquinas para madeira serão sempre no turno da manhã com inícios previstos para os dias 16 de fevereiro, 23 de junho e 16 de setembro. O curso de padeiro terá aulas de manhã, com turmas iniciando dia 16 de fevereiro e 13 de julho. Já o curso de confeiteiro inicia aulas, à tarde, no dia 1o de julho. No setor de confecção, o curso de costureiro terá duas turmas, uma no turno da manhã e outra à tarde, iniciando dia 16 de fevereiro. A terceira turma, com aulas de manhã, será iniciada no dia 06 de julho.

 

As inscrições para os cursos do setor de confecção devem ser feitas de segunda a sexta-feira, de 9 às 18h, no Sindicato da Indústria de Confecção (Rua 24 de Maio, número 2, Centro – no Centro de Moda da Rua Teresa). As inscrições para o curso do setor de movelaria e do setor de panificação também são recebidas de segunda a sexta-feira, de 9 às 18h, no mesmo endereço: Rua Dom Pedro, 275, Centro, sede da Representação Regional da Firjan, onde funcionam o Sindicato da Indústria de Panificação e o Sindicato da Indústria de Móveis.

 

Movelaria

 

Operador de máquinas para madeira

 

Turma iniciando em 16/02 - manhã

 

Turma iniciando em 23/06 - manhã

 

Turma iniciando em 16/09 - manhã

 

 

Panificação

 

Padeiro

 

Turma iniciando em 16/02 – manhã

 

Turma iniciando em 13/07 – manhã

 

Confeiteiro

 

Turma iniciando em 01/07 - tarde

 

 

Confecção

 

Costureiro

 

Turma iniciando em 16/02 - manhã

 

Turma iniciando em 16/02 - tarde

 

Turma iniciando em 06/07 - manhã

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 3 de fevereiro de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS