Petrópolis, 08 de Agosto de 2022.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Capacitação
   
  Senai inaugura novas instalações da oficina de marcenaria e amplia cursos

Data: 16/12/2008

Em 2009, petropolitanos que querem uma chance no promissor mercado de trabalho do setor de movelaria podem conquistar diploma de marceneiro com a chancela do Senai, considerando excelência em educação profissional. O curso, restrito ao programa “Aprendizagem”, destinado a jovens de 14 a 24 anos, será aberto a petropolitanos de todas as idades. A turma terá aulas iniciando já em fevereiro. A abertura de 60 vagas foi anunciada sexta-feira (12/12) à tarde pelo presidente do Sistema Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, que inaugurou as novas instalações e equipamentos da oficina de movelaria.

 

Hoje, como acontece com a moda e o setor de calçados, o design é a palavra de ordem. Com a oficina reformulada haverá mais profissionais formados atentos a esta necessidade do mercado”, pontua o presidente do Sistema Firjan.

 

A modernização da oficina de movelaria vai ao encontro do pólo de móveis da cidade formado por 90 indústrias de micro, pequeno e médio portes, segmento que fatura perto de 30 milhões anuais. O setor, em expansão, tem na Rua Bingen e suas 18 lojas sua principal vitrine, mas a indústria está pulverizada por toda a cidade.

 

“A reformulação da oficina é uma conseqüência do programa de design realizado em 2006 com 17 empresas que passaram 10 meses estudando e se aprimorando no assunto, uma iniciativa da Firjan, Sebrae e Ministério da Indústria e Comércio. O programa apontou que as empresas precisam continuar investindo em design e ergonometria para crescerem no mercado“, aponta Venício Rossi, presidente do Sindicato da Indústria de Móveis de Petrópolis.

 

Além da formação em marcenaria, estão abertas as inscrições para montador de móveis, operador de máquinas para madeira, carpinteiro de bancada, técnico em design de móveis, técnicas básicas de marcenaria e desenho técnico de móveis. Com as novas instalações, o Senai Petrópolis também imprime ainda mais dinamismo ao curso de marcenaria, ,na categoria “Aprendizagem”, direcionado a jovens de 14 a 24 anos interessados em ingressar no mercado de trabalho. Atualmente, entre os jovens, o Senai forma 25 alunos por ano, em um curso, de 800 horas/aula.

 

A indústria de móveis fluminense – hoje em torno de 1.500 empresas – responde por participação de apenas 1,5% no mercado nacional. O setor recebe incentivos da Firjan e Sebrae para retomar a posição de destaque no cenário nacional que mantinha na década de 70 quando chegava a ser responsável por 12% de toda a produção do país.

 

Os móveis de Petrópolis são reconhecidos em todo o país pela qualidade, fruto de investimentos em maquinário e design. “Estamos cada vez mais competitivos também em função da qualificação profissional. Momento é de crescimento e as novas instalações da oficina vão formar profissionais ainda mais íntimos das inovações tecnológicas e atentos ao melhor aproveitamento de matéria-prima”, afirma Paulo Noel, presidente da Associação de Moveleiros da Rua Bingen.

 

 

Fonte: Tribuna de Petrópolis – 14 de dezembro de 2008.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS