Petrópolis, 19 de Julho de 2024.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Capacitação
   
  Estado auxilia na inclusão profissional de deficientes

Data: 03/12/2008

Em 1994, a Secretaria de Trabalho e Renda criou o Balcão de Empregos para Deficientes (BED) com o objetivo de incluir pessoas portadoras de deficiências no mercado de trabalho. Os direitos desses trabalhadores são garantidos pela Lei Federal 8213/91, que obriga empresas com 100 ou mais funcionários a reservarem de 2% a 5% dos seus cargos. Para cumprir essa importante medida, o governo do Estado do Rio de Janeiro vem atuando na conscientização de empresas fluminenses e na qualificação dessa mão-de-obra.

 

O cadastramento e levantamento de dados - como cursos realizados, grau de escolaridade e habilitação profissional - do candidato portador de deficiência são realizados pela Agência de Trabalho e Renda e organizados no balcão. A Secretaria realiza ainda um ciclo de palestras sobre a conscientização da responsabilidade do papel do funcionário no ambiente de trabalho. O BED continua a fazer parte da vida do candidato mesmo depois que ele é selecionado pela empresa. Técnicos do programa de inclusão avaliam constantemente o desempenho do novo empregado.

 

“Nosso objetivo é estabelecer a inserção social, é unir o Estado, a sociedade e as empresas com essa finalidade. Em outubro, a Secretaria de Trabalho e Renda empregou 6 mil pessoas. Cerca de 80 contratados eram deficientes. Atendemos mensalmente mais ou menos 300 pessoas, a maioria com deficiência auditiva. Neste ano, inserimos no mercado cerca de 800 trabalhadores deficientes. Nossa meta é atender toda a demanda de vagas para esse tipo de mão-de-obra”, explica o superintende de Atendimento ao Trabalhador e Relações Trabalhistas, Newton Parahyba.

 

Para colaborar com a ampliação do mercado de trabalho, o Balcão de Empregos para Deficientes promove visitas nas empresas com o objetivo de conscientizar sobre os benefícios da inserção da pessoa portadora de deficiência em diversos segmentos sociais do Estado. Assim, o BED ajuda a garantir a abertura de novos postos de trabalho.

 

“As empresas que contratam pessoas com deficiência recebem prazos especiais para pagamento de ICMS. O Poder Executivo tem autonomia para fazer a concessão dessa prorrogação. Ao contratar esses trabalhadores, a empresa também evita receber multas. A colocação da pessoa com deficiência no mercado é mais difícil. Muitas vezes, o próprio candidato fica desacreditado e não comparece em algumas empresas”, declara.

 

Em março de 2007, o Balcão de Emprego dos Deficientes ampliou sua rede de atendimentos e fundou o Núcleo de Trabalho e Renda do Portador de Deficiência Visual. Com essa iniciativa, o BED pode criar e otimizar políticas de trabalho que permitam a inclusão destes trabalhadores.

 

Desempregado há dois anos, Alexandre Silva, de 35 anos, é uma das cerca de 40 pessoas que se cadastram no Balcão de Emprego dos Deficientes diariamente. Depois de sofrer um acidente, o auxiliar de serviços gerais teve o movimento de uma das suas pernas comprometido e tem dificuldades de se inserir no mercado de trabalho novamente.

 

“No balcão há muitas oportunidades de emprego. O espaço é muito importante para deficientes físicos como eu. Estou com muita esperança de voltar a trabalhar”, conta.

 

Os candidatos que estão em busca de uma vaga no mercado de trabalho devem procurar uma das 14 agências de Trabalho e Renda do Estado do Rio de Janeiro e se cadastrar no Balcão de Empregos para Deficientes. Os interessados devem estar munidos de Carteira de Identidade, CPF, Carteira Profissional (CTPS), PIS (caso já tenha algum vínculo empregatício), Título de Eleitor e Laudo Médico com o Código Internacional de Doenças (CID). As agências funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 16h30.

 

Mais informações podem ser obtidas através do telefone (21) 2332-6753 ou pelo e-mail bed@trabalho.rj.gov.br.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 2 de dezembro de 2008.

Autora: Marcelle Colbert / Núcleo Intranet




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS