Petrópolis, 08 de Agosto de 2022.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Serviços
   
  Caminhão de lixo destrói muro de casa na Mosela

Data: 08/03/2012

  Um acidente com um caminhão que faz a coleta de lixo para a empresa Locanty ontem à tarde causou prejuízos para moradores da Servidão Elisa Heuter – Alberto de Oliveira – Mosela, e por pouco não resultou em  tragédia. O acidente aconteceu por volta das 15h. Segundo testemunhas, o veículo tem capacidade pra transportar 12,5 toneladas e fazia a coleta na Rua Alberto de Oliveira e entrou na servidão de marcha a ré. Ao começar a descer a ladeira, o motorista perdeu o controle do caminhão. Mesmo acionando os freios, ele não conseguiu impedir que o veículo descesse a rua desgovernado, arrastando uma motocicleta que estava na vila e destruindo o muro e o portão de uma casa. Um garoto de 11 anos que mora no local e passava pela vila escapou de ser atingido porque correu ao ver o caminhão descendo a rua. Uma funcionária da Locanty, que estava na parte traseira do caminhão, conseguiu pular do caminhão em movimento ao perceber que os freios não funcionavam. “Se ela não tivesse pulado, poderia ter morrido imprensada lá atrás”, disse uma moradora. 

Equipes do Corpo de Bombeiros estiveram no local e prestaram atendimento para o motorista do caminhão, que ficou abalado com o susto. Uma viatura da Polícia Militar também permaneceu no local até a chegada do perito da Polícia Civil. O caso foi registrado na 105ªDP. 
A coletora Cristina Paulino, que estava em cima do caminhão na parte de trás, trabalha há um ano na Locanty e disse que foi a primeira vez que passou por um susto como este. “O caminhão estava entrando na vila normalmente. De repente, ouvi minha amiga, que tinha descido pra orientar o motorista na manobra, gritando pra eu pular porque o caminhão estava sem freios. Ele não estava correndo então deu tempo de pular sem me machucar”, contou. 
“O caminhão estava descendo devagar, mas eu percebi que ele começou a escorregar. O motorista tentou frear, mas não conseguiu parar, então gritei pra ela pular. Foi a primeira vez que aconteceu uma situação como esta”, disse a também coletora Natasha de Souza.
Uma moto que estava na vila foi arrastada e ficou destruída embaixo das rodas traseiras do caminhão. “Eu quase passei mal de susto quando cheguei aqui e vi o caminhão arrastando a moto, porque eu não sabia se meu filho estava ali na hora. Ele tinha chegado, parou a moto em frente ao portão, foi em casa e saiu minutos antes disso acontecer. Quando ouvi o barulho, eu saí de casa correndo e só vi que o caminhão desceu arrastando tudo, levei um susto enorme, mas depois um outro morador me disse que ele tinha ido até a casa de um vizinho” contou a dona de casa Sônia Guimarães da Silva. O filho dela, Wallace Guimarães da Silva, trabalha como motoboy em uma pizzaria e tinha a moto como veículo de trabalho. “Ele sempre teve todo cuidado com essa moto, porque ela é usada pra trabalhar”, disse.
Márcia Maria Reis é a proprietária da casa atingida. Ela estava no trabalho e também se assustou ao receber uma ligação da filha de 15 anos informando sobre o acidente. “Minha filha estava dormindo e acordou com o estrondo do caminhão entrando pelo muro a dentro. Ela ficou assustada, desceu correndo e chegou a cair na escada, está muito nervosa”, contou.
Não só o muro, mas também o portão da casa, a porta e parte do telhado da entrada foram destruídos. “Meu hidrômetro e meu relógio de luz também foram atingidos. Estou sem água, sem luz e sem conseguir entrar em casa, porque o caminhão está obstruindo a entrada. 
O veículo ficou atravessado na vila, obstruindo também a passagem de moradores, que, como alternativa, tinham que pular um muro e descer por uma escada improvisada pelos vizinhos. “Não sei o que aconteceu, mas acredito que tenha sido algum problema na manutenção do caminhão, porque eles sempre entram aqui na vila de marcha à ré”, disse a moradora. 
Responsáveis pela Locanty que estavam no local informaram que todas as providências seriam tomadas para ressarcir os moradores dos prejuízos. “Todos os nossos veículos têm seguro.  Estamos fazendo o levantamento dos prejuízos e todos serão ressarcidos”, disse o encarregado de manutenção, Cláudio Telles da Cunha. 
A Companhia Municipal de Desenvolvimento de Petrópolis (Comdep) informou  que já apurou o ocorrido junto à Locanty. Segundo a Comdep, a colisão aconteceu devido à tentativa do condutor de trocar de marcha, provocando a descida do veículo em direção ao muro de uma residência. A empresa arcará com os danos materiais.

JAQUELINE RIBEIRO
Redação Tribuna



 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS