Petrópolis, 27 de Novembro de 2021.
Matérias >> Atividades Econômicas >> Indústria
   
  Pólo alcança R$ 620 mil em vendas

Data: 23/01/2009

Considerado o maior e mais tradicional pólo de moda fluminense, Petrópolis alcançou R$ 620 mil em vendas diretas durante os quatro dias de Fashion Business, 33% a mais do que na edição passada. Ao todo, cerca de 9 mil peças foram comercializadas. O número superou as expectativas das doze empresas participantes e pode dobrar ao longo do ano com as vendas indiretas geradas a partir desta edição.

 

Visitado por pequenas e grandes empresas do país inteiro, o estande recebeu uma média de 200 pessoas por dia. Uma das grifes também manteve o cliente de Costa Rica conquistado na edição passada. Para a coordenadora do Pólo, Simone Gouvêa, o sucesso da participação de Petrópolis no Fashion Business está ligado à profissionalização alcançada pelos empresários. “Apostamos em designs criativos, pesquisamos tendências fora do país e também utilizamos matéria-prima reciclada em nossas criações. Estamos em sintonia com a demanda do mercado”, resume. Para ela, Petrópolis prova que também produz moda com a cara do Rio.

 

Outro fator que ajudou a impulsionar a participação do pólo petropolitano foi a união do grupo e o apoio de entidades como a Firjan, o Senai Moda, o Sindicato das Indústrias de Confecções de Petrópolis e o Sebrae. Para mostrar que as indústrias de confecção da serra têm de melhor em qualidade e preço competitivo, as empresas participantes investiram, com ajuda do Sebrae, na criação no hot site www.modapetropolisfashionrio.com.br que mantém os visitantes informados sobre o perfil de cada empresa, com a possibilidade inclusive de fazer o download do catálogo da nova estação. O portal www.modapetropolis.com.br também está se preparando para iniciar vendas on-line para todo o país, além da possibilidade de agilizar as compras com fornecedores.

 

O segmento têxtil é um dos mais importantes para a economia da cidade. Ele representa 14% do PIB do município. O Pólo de Moda de Petrópolis é composto atualmente por 800 indústrias formais que, juntas, produzem 100 milhões de peças por ano. São mais de 40 mil empregos diretos e indiretos em toda a cadeia produtiva, da fabricação até a comercialização de roupas e acessórios.

 

Para marcar presença no Fashion Business, as grifes petropolitanas trabalharam o tema “Raízes”, fazendo referências à colonização alemã em Petrópolis e à influência das colônias portuguesa, italiana e francesa na região serrana. Vestidos, calças e overs com bordados feitos à mão remetem às roupas típicas destes países no século passado, com uma pitada de contemporaneidade. Na cartela de cores utilizadas estão o roxo, o preto, o bege, o verde, o vermelho o branco. Destaque para a presença do jacquard e do tricô que voltam com força total no inverno desse ano.

 

As empresas participantes do Fashion Business foram: Tazza, Art Línea, Ginga, WaterColour, Cola Colorida, Mc Kenzie, Calabrote, D’Fashion, Off Rio, Pele na Pele, Thiamo e Branca Maria. Realização: Sindicato das Indústrias de Confecções, Centro da Moda e Serviços da Rua Teresa, Senai Moda, Sistema Firjan e Sebrae.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 17 de janeiro de 2009.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS