Petrópolis, 26 de Novembro de 2022.
Matérias >> Dados e Índices Municipais
   
  Chuva provoca estragos e aumenta número de chamados

Data: 20/10/2011

Desde o início das chuvas na última sexta-feira, dia 14, a Defesa Civil já recebeu 39 chamados e pedidos de vistorias. Até a manhã de ontem foram 19 chamados, sendo os mais graves a ocorrência de três deslizamentos de terra – dois no bairro Alto Independência e um no Quissamã. As barreiras não chegaram a atingir residências e também não foram registradas vítimas.
No Alto Independência, uma das ocorrências aconteceu na Rua Antônio de Medeiros, onde um deslizamento atingiu a garagem de uma casa, destruindo parte do telhado. De acordo com o morador, Manuelino Santiago, de 76 anos, a queda da barreira aconteceu durante a madrugada de ontem. “Eu e minha esposa não estávamos em casa, e foi a minha filha que mora aqui perto que nos avisou. Levei um susto quando cheguei e vi toda aquela terra. Ainda bem que o meu carro não estava aqui”, contou o morador.
Com o deslizamento, a tubulação de esgoto, localizada no barranco, ficou exposta, causando preocupação aos moradores. “A terra ainda está solta e com a água descendo pela tubulação podem ocorrer mais deslizamentos. Estamos preocupados e sem saber o que fazer”, comentou Manuelino.
O outro deslizamento ocorreu na Rua Adão Brand, próximo ao número 2020. Um barranco cedeu e quase atingiu parte da rua. No local uma obra estava sendo realizada e toda a estrutura das colunas foi destruída com o impacto do deslizamento. A queda da barreira também aconteceu durante a madrugada de ontem.
Cem milímetros
de chuva em 96 horas
De acordo com os dados divulgados pelo Instituto Estadual do Ambiente (Inea), nas últimas 96 horas já choveu 100.7 milímetros no Centro Histórico. Os números são do Sistema de Alerta de Cheias e podem ser consultados na página da internet do Inea. De acordo com os dados, a estação hidrológica, localizada no Centro, registrou um acumulado superior a 46mm nas últimas 24 horas.
Segundo os números do Sistema de Alertas de Cheias, a estação pluviométrica localizada no LNCC (Quitandinha) foi a que registrou maior acumulado de chuva nas últimas 96 horas – foram mais de 111 mm. A estação do Palatinado também registrou altos índices de precipitações, foram 84mm nas últimas 96 horas.
As estações pluviométricas e hidrológicas foram instaladas na cidade há cerca de dois meses e fazem parte do Sistema de Alerta de Cheias que está sendo desenvolvido pelo governo do estado. São ao todo sete estações pluviométricas (Vale do Cuiabá, Posse, Bonfim, Samambaia, LNCC, Capim Roxo e Palatinado) e cinco hidrológicas (Centro Histórico, Araras, Bingen, Itamarati e Pedro do Rio). Os dados são atualizados a cada hora e podem ser acompanhados por qualquer pessoa que acesse a página do Inea na internet.
Apesar das estações estarem em funcionamento, apenas os índices pluviométricos de chuva (acumulado) estão sendo divulgados pelo Sistema de Alerta de Cheias. De acordo com a assessoria de imprensa do Inea, os dados sobre os níveis dos rios das estações hidrológicas (réguas que foram instaladas dentro dos rios para indicar os níveis) ainda não entraram para o sistema, por isso os dados ainda não podem ser acessados. A assessoria não informou quando os números começarão a ser divulgados.

 

Tempo melhora até o fim de semana

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o tempo deve começar a melhorar a partir de sexta-feira, dia 21, quando a probabilidade de chuva é de apenas 5%. Hoje o tempo continua instável e podem ocorrer chuvas isoladas durante o dia.
As temperaturas continuam baixas durante toda a semana, com mínima de 10º e máxima de 23º. No fim de semana, os termômetros ficam mais altos e a partir de segunda-feira, dia 24, o sol deve prevalecer.

JANAINA DO CARMO
Redação Tribuna

Fonte: Tribuna de Petrópolis




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS