Petrópolis, 18 de Setembro de 2018.
Matérias >> Propostas Comunitárias de Politicas Públicas >> Desenvolvimento Humano
   
  Como fazer para tratar a água em casa

Data: 01/07/2009

Como fazer para tratar a água em casa

 

 

Medidas simples para melhorar a qualidade da água

 

            O cloro é um agente químico que desinfeta a água. A presença dele na água é de fundamental importância para eliminar organismos patogênicos (bactérias que causam doenças) ou para impedir que a água seja contaminada por eles.

            O primeiro passo a ser dado para que a água que você consome seja de boa qualidade é a adoção de ações simples, porém eficazes, como a limpeza e desinfecção (também com o uso de cloro) de poços, nascentes reservatórios e cisternas. É necessário também que você exerça constante investigação e vigilância sobre agentes que possam contaminar a água, como por exemplo, vazamento de esgoto ou presença de lixo nas proximidades de nascentes, poços e reservatórios. Também devemos observar as condições de segurança das nascentes, nas tampas de poços e nas tampas de caixas d’água.

            Portanto, é absolutamente necessário que, antes de usar o cloro na água, medidas preventivas de higiene sejam adotadas inclusive com a limpeza de poços, nascentes, reservatórios e cisternas, seguindo o MANUAL DE LIMPEZA que você conhecerá mais adiante.

 

Método Simples para Cloração da Água

 

            Concluída a primeira etapa de cuidados com a higiene do sistema de água, podemos contar com o uso de um dispositivo simples de cloração que chamamos GARRAFA DIFUSORA DE CLORAÇÃO. Ela pode ser utilizada em sistemas de água domésticos, e já apresentou bons resultados em poços, nascentes, cisternas e reservatórios.

            A GARRAFA DIFUSORA DE CLORAÇÃO poderá não produzir o resultado esperado principalmente se o nível de contaminação da água for muito elevado. Porém você verá mais adiante que será possível verificar as raras vezes em que isto ocorrer.

            Apesar disto, através da GARRAFA DIFUSORA DE CLORAÇÃO temos obtido excelentes resultados por se tratar de um dispositivo extremamente fácil de ser montado, barato e que requer pouca manutenção.

 

Como montar a Garrafa Difusora de Cloração

 

            Inicialmente devemos obter uma garrafa de 2 litros, daquelas de refrigerante, em perfeito estado e com a tampa. A garrafa deve ser bem lavada, com cuidado para não restar em seu interior nenhum resíduo de sujeira ou refrigerante.

            Separe 1250 gramas de areia lavada (daquela utilizada em obra) e coloque de molho e uma solução de água sanitária por 20 minutos.

            Em seguida escorra a solução de água sanitária e coloque a areia dentro de um saco de pano. Enxágüe a areia com bastante água dentro do próprio saco de pano (da mesma maneira que fazemos quando lavamos arroz) e depois coloque para escorrer.

            Separe 500 gramas de cloro granulado (hipoclorito de cálcio – aquele comprado em casa de piscina) e coloque no fundo da garrafa, espalhando e nivelando com a garrafa em pé. Em seguida coloque a areia por cima e nivele da mesma maneira que fez com o cloro.

            Junto ao pescoço da garrafa faça dois furos opostos com aproximadamente 0,5 cm de diâmetro cada um. Complete a garrafa com água usando de muito cuidado para não misturar areia e o cloro granulado. Logo em seguida tampe a garrafa.

 

Como utilizar a Garrafa Difusora

 

            Usando um fio de nylon, amarre pelo pescoço e mergulhe a garrafa em pé abaixo da linha da água. A garrafa deverá ficar o mais distante possível da entrada e saída de água.

            O cloro vai ser liberado do interior da garrafa lentamente, conforme a água estiver sendo utilizada.

            Normalmente o cloro demora cerca de 30 dias para acabar, mas há casos que verificamos que o cloro da garrafa difusora dura até 4 meses.

            Na primeira vez que a garrafa for instalada observe o tempo que vai demorar para ela esgotar o cloro. Daí em diante o tempo de duração deverá servir de base para você renovar a quantidade de cloro.

            Quando acabar o cloro da garrafa difusora basta retirá-la de dentro da água, escorrer a água, retirar a areia, colocar 500 gramas de cloro granulado, recolocar a areia, completar com água e recoloca-la no lugar. Daí em diante procure verificar a quantidade de cloro na garrafa um dia antes de terminar o prazo de duração. Fazendo isso você evita que o cloro acabe totalmente recarregando a garrafa.

 

Dicas importantes para acompanhar os resultados

 

Dica 1

            Quando a água a ser clorada for turva (ligeiramente barrenta) podem ocorrer casos de discreta diarréia com a cloração. Isto não é motivo para alarme, porém suspenda o uso da garrafa difusora, observe se os sintomas desaparecem, relate ao agente de saúde e aguarde novas instruções.

 

Dica 2

            Como estamos acostumados a utilizar água que não possui cloro, quando passamos a utilizar a água clorada achamos desagradável o gosto e o cheiro. Algumas pessoas chegam até mesmo a pensar que isto pode fazer mal a saúde. Porém não se impressione com isto, tenha certeza que o cloro será a garantia de não contrair doenças pela água que consome.

 

Dica 3

            Para garantir a qualidade da água que você consome não basta usar a garrafa difusora de cloração. É necessário verificar, se possível diariamente, se a água que está saindo da torneira realmente com cloro em quantidade adequada. Para isso vamos sugerir um método caseiro muito fácil que você poderá utilizar e até mesmo passar para as crianças maiores, pois certamente elas terão muito interesse além de despertar desde cedo a consciência sobre o assunto.

 

1. Encha um copo médio com água da torneira.

2. Adicione uma pitada de IODETO DE POTÁSSIO, que pode ser encontrado em farmácias.

3. Adicione 5 gotas de vinagre branco.

4. Adicione também duas pitadas de farinha de milho (amido de milho).

5. Misture bem. SE A ÁGUA FICAR AZUL CLARO significa que ela apresenta quantidade ideal de cloro e, portanto está boa para o consumo.

 

            SE A ÁGUA NÃO APRESENTAR COLORAÇÃO AZUL CLARA significa que ou acabou o cloro da garrafa e, portanto precisa colocar cloro, ou então significa que a quantidade de buracos na garrafa é insuficiente e por isso está saindo pouco cloro. Neste caso é necessário aumentar a quantidade de furos na garrafa até que a água comece a ficar azul clara. Sugerimos que se faça isso aos poucos. Aumente primeiro um furo no primeiro dia, e no dia seguinte verifique se a água fica azul claro. Caso não fique, faça mais um furo e aguarde o dia seguinte para refazer o teste. E continua assim até o dia que a água fique azul claro, pois aí você terá achado o número de furos ideal para a garrafa difusora de sua casa.

            SE A ÁGUA APRESENTAR A COR AZUL ESCURO significa que a quantidade de cloro que está sendo liberada está acima do necessário. Para corrigir o problema será necessário retirar a garrafa e trocá-la por uma nova com furos menores para ela liberar menos cloro, até que a água comece a apresentar a cor azul claro. Este caso é possível de acontecer, mas normalmente não ocorre.

 

Manual de limpeza e desinfecção de reservatórios

 

1. Feche a entrada de água através do registro ou da bóia de entrada.

2. Esvazie o reservatório de modo a deixar cerca de 10 cm de água no fundo para ser utilizado na limpeza.

3. Feche com uma bucha de plástico a saída de água caso ela esteja no fundo da caixa.

4. Esfregar todas as paredes da caixa com escovões com cerdas de nylon ou piaçava utilizando apenas a água que deixou no fundo.

5. Retirar toda sujeira que escorreu para o fundo com auxílio de rodo, pá de lixo, balde e pano.

6. Preparar uma solução de hipoclorito de sódio (3 copos de cloro líquido com balde com balde de água).

7. Esfregue esta solução nas paredes e aguarde mais ou menos 40 minutos.

8. Repita o item 5.

9. Lave todo o interior da caixa com bastante água e repita novamente o item 5. Ao fim desta operação, o reservatório estará pronto para uso.

 

Observações Importantes

 

A. Durante este trabalho, você deve estar acompanhado por uma outra pessoa que deverá ficar fora da caixa, pois há risco de mal estar por causa do cheiro de cloro e o companheiro poderá socorrê-lo. Se a caixa for muito fechada saia de vez em quando para respirar do lado de fora.

 

B. Recomenda-se o uso de luvas de borracha, óculos de proteção, botas de borracha e uma roupa que possa ser estragada, pois o cloro chega a cortar o tecido.

 

C. Anote na parede da caixa a data da limpeza.

 

D. Se possível, após a limpeza providencie uma análise da água.

 

Caso você tenha alguma dúvida sobre estes procedimentos ou tenha alguma dúvida sobre as suas condições de saúde para executar este trabalho não o faça. Consulte alguém especializado primeiro.




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS