Petrópolis, 13 de Novembro de 2018.
Matérias >> Vida Comunitária >> Entidades de Cunho Popular
   
  TATIANA LUGÃO - Entrevista

Data: 20/01/2011

TATIANA LUGÃO

“O que torna belo um deserto é que ele sempre esconde um poço em algum lugar”. Missionária Paulina

 

DIÁRIO DE PETRÓPOLIS: Como nasceu sua vocação para a música?

TATIANA: Desde que me conheço por gente tenho vontade de cantar. Aos 11 anos estava ouvindo rádio e tocava uma música maravilhosa. A cantora gospel era Rose Nascimento e nesse momento eu decidi que queria cantar como ela. Coloquei-me em oração durante um ano e Deus me presenteou com uma voz que todos dizem se parecida com a dela.  

 

DP: Considera que ter participado de eventos musicais em sua igreja foi importante para sua carreira musical?

TATIANA: A igreja teve vital importância na minha vida, não apenas como pessoa, mas principalmente como levita (cantora). Iniciei minhas orações aos 11 anos pedindo a Deus o dom de louvar e aos 12 anos iniciei meu ministério musical. A primeira vez que cantei na Igreja Metodista Wesleyana do Humberto Rovigati, foi no dia 03 de janeiro de 1993, quando completava 12 anos.

 

DP: Como foi a experiência de ser backing vocal de Alcione a Ana Carolina?

TATIANA: Profissionalmente foram experiências gratificantes e enriquecedoras, mas o dom de cantar que possuo foi dado por Deus, aos 12 anos, e hoje tenho plena certeza de que quero utilizá-lo apenas para louvá-Lo.

 

DP: Você já trabalhou com música popular brasileira e se especializou em técnica enfermagem. O que a levou à decisão pela carreira de cantora gospel?

TATIANA: O amor pela música gospel veio antes da música popular e do curso de técnica em enfermagem. Optar pelo ministério do louvor não é apenas uma opção de vida, mas a única forma que existe para eu viver em plenitude. Cantar e louvar a Deus faz com que eu me sinta extasiada como nada consegue fazer.

 

DP: Inspira-se em alguém para cantar?

TATIANA: A inspiração existiu de forma evidente e muito marcante quando eu ainda era criança. Ouvir a Rose Nascimento cantar foi tão importante quanto ver meu pai cantando dentro de nossa casa. Hoje já não tenho mais essas inspirações. Atualmente minha inspiração vem do Espírito Santo que me usa como canal de benção.

 

DP: Quais as maiores dificuldades da carreira gospel?

TATIANA: Assim como qualquer carreira o reconhecimento no começo é muito difícil. Como outros cantores, o gospel para gravar um CD também passa por um processo seletivo muito intenso. O que me dá força para continuar tentando é a fé e a perseverança em Deus.

 

DP: Como surgiu a gravação de seu CD?

TATIANA: O CD Poder do Louvor é o resultado de eu ter sido a primeira colocada no I Fest Voz de Louvor, evento realizado por Serginho Willen. Das oito músicas que compõem o cd, cinco são de minha autoria, inclusive a música que dá nome ao cd. Escrever as letras também foi um dom dado por Deus e que quero usá-lo para engrandecer o nome do Pai.

 

DP: Como tem sido a repercussão do primeiro CD?

TATIANA: Na medida do possível o resultado tem sido muito bom, mas almejo gravar o segundo CD com uma gravadora e poder cantar mais vezes fora de Petrópolis.

 

DP: Vive da sua arte?

TATIANA: Atualmente vivo exclusivamente da música e quero cada vez mais me dedicar ao ministério de louvor que participo.

 

DP: Finalizando...

TATIANA: Só tenho a agradecer a Deus pela sua infinita graça e misericórdia, por nunca ter desistido de mim e por ter me agraciado com o dom do louvor. A Ele seja dada toda honra, glória e louvor para todo o sempre. Aos meus pais, Cilmar e Maria do Carmo, meu eterno respeito e amor por tudo que foram e serão.

 




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS