Petrópolis, 14 de Novembro de 2018.
Matérias >> Vida Comunitária >> Entidades de Cunho Popular
   
  O CRAVISTA ROBERTO DE REGINA É DESTAQUE DO MUSEU IMPERIAL

Data: 25/06/2010

O CRAVISTA ROBERTO DE REGINA É DESTAQUE DO MUSEU IMPERIAL

 

Roberto de Regina, um dos nomes mais expressivos da música antiga no país, chega a Petrópolis para uma apresentação especial durante o 10º Festival de Inverno de Petrópolis. O cravista realiza o concerto na Sala da Batalha, sábado, dia 26 de junho a partir das 18h.

 

Roberto, conhecido pela sua dedicação a Bach, promete surpreender o público ao executar repertório baseado em composições des Domenico Scarlatti, Bach, Couperin e Rameau.

 

Como todos os jovens de sua geração, Roberto de Regina estudou piano. Porém, em suas descobertas musicais, apaixonou-se por Bach e daí em diante pelo cravo, pela música coral e música antiga. Por elas se deixou arrebatar e iniciou uma vivência autodidata com a música, suas dificuldades e sua linguagem abstrata.

 

Quando convidado pelo Departamento de Estado Norte-Americano para um curso e festival nos Estados Unidos, já levou consigo os discos que havia gravado para a CBS e um conhecimento aqui adquirido e lá fora conferido e aperfeiçoado. Estudou então música antiga com membros da Pró-Musica de Nova York, com Robert Shaw, regência coral, e com Frank Hubbard, construção de cravos. Fundou vários grupos de música antiga, o coral Bach do Teatro do Estudante, o Coral Bach de O Tablado, o Coro de Câmara Dante Martinez, o Conjunto Roberto de Regina e a Camerata Antíqua de Curitiba.

 

De Regina tem a marca dos pioneiros: aqui fundou o primeiro conjunto de música antiga do país, construiu o primeiro cravo brasileiro e gravou os primeiros discos de música antiga e de cravo no Brasil.

 

Levou ao público as maiores obras de Bach, como a Paixão Segundo São Mateus, a Missa em Si Menor e o Oratório de Natal. À frente da Capela Magdalena, inteiramente pintada e decorada por ele mesmo, realiza o festival de Guaratiba, e concertos semanais seguidos de jantar com ambientação de época.

 

Paralelamente, promove uma ação educativa, recebendo escolas da rede pública para concertos didáticos. Gravou a integral dos concertos de Bach para cravo solo, as sonatas de Scarlatti e pela primeira vez a integral do famoso cancioneiro de Upsala. Lançou a obra completa de Rameau para cravo solo, as sonatas de Scarlatti e pela primeira vez a integral do famoso cancioneiro de Upsala. Está lançando agora a obra completa de Rameau para cravo e preparando a gravação computadorizada da Arte da Fuga de Bach. Recebeu diversas vezes o prêmio Sharp na categoria música instrumental.

 

A apresentação no Museu Imperial, localizado à Rua da Imperatriz 220, Centro, custa apenas R$20,00 (vinte reais por pessoa e R$10,00 (dez reais) a meia entrada direcionada a estudantes e maiores de 60 anos. As pessoas que ajudarem na Campanha da Solidariedade do Festival de Inverno doando 1quilo de alimento não perecível antes das apresentações pagarão metade do ingresso.

 

Programação completa no site www.dellarte.com.br

 

SERVIÇO

Local : Museu Imperial – Sala da Batalha – Concertos à Luz de Velas

Horário : 18h

Atração : Roberto de Regina, cravo

Programa : Obras de D. Scarlatti , Bach, Couperin, Rameau

Ingresso :  R$ 20,00 /R$ 10,00

 

10 º  Festival de Inverno de Petrópolis
25 de junho a 18 de julho de 2010

 

ASSESSORIA DE IMPRENSA

Reg Murray

reg@mls.com.br

(24) 2221-0987/ (21) 8892-1549

 

Carla Coelho

carlacoelho03@comunicacaolivre.com.br

(24) 2231-9707/ (24) 9955-2730/ (21) 9278-0555




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS