Petrópolis, 18 de Agosto de 2019.
Matérias >> IPGPar: Plano Estratégico de Petrópolis >> GT1 - Urbanismo e Infraestrutura
   
  MAGLEV - projeto de trem liga o Centro a Pedro do RIo

Data: 19/07/2019

 

MAGLEV - projeto de trem liga o Centro a Pedro do RIo

Projeto do trem MAGLEV foi apresentado a empresários em reunião do Sicomércio

 

Maglev quer ligar Centro a Pedro do Rio

JANAINA DO CARMO - Redação Tribuna de Petrópolis

 

Cerca de 30 pessoas conheceram o projeto do Maglev – veículo sobre trilhos movido à propulsão – em um encontro realizado na noite de quarta-feira, no auditório do Sicomércio, e promovido pelo Instituto PróGestão Participativa (IPGPar). A implantação do Maglev será uma das propostas apresentadas no chamamento público ou Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) aberto pela Prefeitura na semana passada.

Os projetos deverão ser entregues no dia 22 de agosto e o que for aprovado pela Prefeitura deverá contar com estudos de viabilidade técnica e econômicofinanceira que irão compor a licitação da implantação e operação do sistema de transporte público coletivo com acionamento elétrico. A concessão do serviço será de 30 anos, podendo ser prorrogado pelo mesmo período.

“O projeto é bastante complexo e audacioso e demanda diversos estudos de uma equipe multidisciplinar para aferir sua viabilidade, portanto, teremos que aguardar o desenvolvimento desses estudos”, disse o vice-presidente do IPGpar, o engenheiro Luís Carlos Dias de Oliveira. “O Maglev, por si só, não pode ser visto como a panaceia para a solução do transporte público em Petrópolis”, ressaltou.

Esse novo modelo de transporte público – que está sendo chamado de “Metrô de Petrópolis” - vem sendo discutido desde 2017 na cidade e, no ano passado, foi apresentado ao Conselho Municipal do Trânsito (Comutran). No entanto, os conselheiros rejeitaram a proposta, alegando dúvidas. O mestre em Economia e pós-graduado em Engenharia de Transportes Ferroviários, Antonio Pastori, também questionou a proposta.

“Os investimentos, por baixo, são da ordem de um a dois bilhões. Qualquer empresa que tope fazer essa obra, vai esperar um lucro mínimo de R$ 150 milhões/ano. Para ter esse lucro, ela terá que gerar uma receita anual de 1 bilhão de reais/ano, no mínimo. Para gerar um bilhão de reais em receitas, supondo uma tarifa de R$ 5, serão necessários ser transportados por ano algo próximo a 500 mil passageiros dia. Em resumo, a princípio, eu acho que Petrópolis não tem demanda que justifique uma obra desse porte”, ressaltou Pastori.

Projeto apresentado ao IPGpar é a linha 1 do Maglev que ligaria o Centro a Pedro do Rio - O projeto do Maglev – veículo sobre trilhos movido à propulsão – apresentado ao Instituto Pró-Gestão Participativa (IPGPar) é o da linha 1 que prevê a ligação do Centro ao distrito de Pedro do Rio. Segundo o idealizador Eduardo Gonçalves David, o trem sai do Terminal Rodoviário do Centro em direção ao Quissamã, passando pelo Itamarati, Ponte do Samambaia, Corrêas, Nogueira, Itaipava até Pedro do Rio. Ao todo, o projeto prevê a criação de 12 estações.




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS