Petrópolis, 26 de Abril de 2017.
Matérias >> Os Brados de Petrópolis
   
  O BRADO DE PETRÓPOLIS - ANO IV Nº 37 - Jan.2017: Pró-Gestão Participativa

Data: 12/01/2017

 

FRENTE PRÓ-PETRÓPOLIS: FPP

E-mail: dadosmunicipais@gmail.com

Portal: www.dadosmunicipais.org.br

Sitio: www.ipgpar.org.br

Grupo no Facebook: www.facebook.com/groups/frentepropetropolis

Perfil no Facebook: www.facebook.com/pages/Frente-PRÓ-Petrópolis/622392747795027?pnref=lhc Canal no YouTube: www.youtube.com/channel/UCla8_OEuNRGN-wsK24klhpQ

Secretariado a cargo do Instituto Philippe Guédon de Gestão Participativa: IPGPar

Endereço: Rua Casemiro de Abreu, 272 – CEP 25.615-000 (Centro) – Petrópolis / RJ

C.N.P.J.: 19.658.341/0001-87

 

 

O BRADO DE PETRÓPOLIS Pró-Gestão Participativa: ANO IV - Nº 37

Boletim mensal dedicado à prática da Gestão Participativa - 15 de Janeiro de 2017

(iniciando o 4º ano de caminhada!)

 

1º BRADO: ORGANIZANDO O OSPetro

 

A Frente pró-Petrópolis resolveu dedicar-se à organização do Observatório Social de Petrópolis/OSPetro, nos moldes propostos pelo Observatório Social do Brasil. A constatação da falência ética de nosso sistema partidário (que precisa se recuperar, mas em bases totalmente diversas das atuais, sem regimes especiais e muito menos monopólio), a inoperância dos legislativos municipais, a alegação de não ser o processo legislativo competência do Ministério Público do Estado (?), a dramática situação do TCE no nosso Estado, tudo nos leva à conclusão que somente do seio do povo podem nascer iniciativas ordeiras para trazer de volta a seriedade na Administração Pública municipal. Nosso cronograma aponta a data de 16 de Março (data de chegada dos Colonos Alemães a Petrópolis) para a organização do OSPetro.

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=exibemateria&secao=41&subsecao=&id=7616&uid=

 

2º BRADO: NOVOS PREFEITOS

 

Desejamos, de coração, que o novo Prefeito de seu Município, eleito em outubro passado, tenha assumido com a declarada intenção de respeitar a vontade popular, o quadro legal em vigor, em particular a legislação sobre a participação (Estatuto das cidades e outras Leis). Sem a enganação do “plano de Governo” e sem a postergação do início do trabalho para depois do recesso da Câmara, depois da proposta de novas leis, depois de conseguir recursos, depois do após qualquer coisa mais. O BRADO fica se perguntando o que fazem os partidos entre duas eleições: eles sabem deter o monopólio de seleção de candidatos; mas quando o seu indicado é eleito prefeito, parece que o cidadão chega de Júpiter, sem dados, sem informações, sem rumo. Tudo precisa começar do zero a partir do dia da posse, os quatro anos anteriores tendo sido desperdiçados.

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=exibemateria&secao=34&subsecao=&id=7617&uid=

 

3º BRADO: A NOVA CÂMARA

 

No dia 1º de janeiro de 2017, um domingo, a nova Câmara Municipal de Petrópolis tomou posse. No dia seguinte, os quinze edis estavam “de recesso” até o início de fevereiro. Ao custo de 30 milhões por ano (R$ 100,00 por cada um dos 300.000 habitantes do Município), convenhamos que estamos diante de um desperdício monumental. Mil providências urgem serem tomadas, problemas carecem de análise e solução, e lá se vai a Câmara dar uma descansada, que ninguém é de ferro.

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=exibemateria&secao=34&subsecao=&id=7653&uid=

 

4º BRADO: ALTERNATIVAS

 

O BRADO fica a matutar se uma Câmara composta por Vereadores que aceitassem servir o seu Município sem ônus nem gabinetes não seria muito mais eficiente do que o atual modelo que só atende, inclusive financeiramente, aos partidos políticos. A grana rola, mas o povo não vê qualquer benefício; se o custo da Câmara viesse a ser aplicado na Saúde ou na Educação, na Segurança ou na geração de Empregos, Petrópolis sairia ganhando. Do jeito que os partidos estão servidos, os edis cuidam de seus próprios interesses e das siglas que os elegeram. O povo? Ora, o povo, este detalhe...

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=exibemateria&secao=34&subsecao=&id=7639&uid=

 

5º BRADO: AJUSTE FISCAL

 

Se a época é de ajuste fiscal, merece reflexão a mudança de modelo de nossas ridículas e empombadas Câmaras Municipais. Vereadores e gabinetes de Suas Excelências que custam rios de dinheiro e não se interessam por suas verdadeiras atribuições, deveriam ser objeto de estudo; se movimentos de Igrejas, clubes esportivos, associações da Sociedade Civil recorrem ao voluntariado de qualidade com grande êxito, por que devemos pagar para manter máquinas de mínima produtividade, quando não danosas?

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=exibemateria&secao=34&subsecao=&id=7657&uid=

 

Para mais detalhes, acessem os “Brados” em nosso portal Dados Municipais:

 

www.dadosmunicipais.org.br/index.php?pg=listasubsecoes&secao=41

 

 

Post scriptum

# Sugestões e críticas são bem-vindas!

# Se deseja publicar ou indicar destinatários para o “BRADO”, agradecemos desde já. Neste momento, a nossa lista de e-mails conta com milhares de nomes. 

# Caso não deseje continuar a receber o “BRADO”, queira nos dizê-lo. Respeitaremos a sua vontade.

 

 

FRENTE PRÓ-PETRÓPOLIS: FPP




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS