Petrópolis, 28 de Janeiro de 2020.
Matérias >> Artigos
   
  Petrópolis, uma história única - Gastão Reis

Data: 07/12/2019

 

Petrópolis, uma história única

Gastão Reis - Empresário e Economista

 

Ao saber que alunos do Senai de Petrópolis haviam recebido a medalha de ouro na 11ªOlimpíada Nacional de História do Brasil, fui tomado de entusiasmo ao perceber que uma velha tradição da cidade estava, de certa forma, renascendo. Eu me refiro aos idos do início da década de 1960, quando ainda havia na cidade um concurso sobre História de Petrópolis e de Português (Redação) de que participavam as principais instituições de ensino daqueles tempos: Werneck, Liceu, Sion, Colégio São Vicente, dentre outras. Interessante a coincidência: como na Olimpíada atual, três alunos (ou alunas) representavam cada escola. Espírito de trabalho em equipe. Depois se tirava uma média das notas obtidas para saber a quem dar os louros da vitória. Uma tradição a ser resgatada.

E lá fui eu ao Sesi para conhecer, ao vivo e em cores, a professora Thaís Freitas do Carmo e os alunos João Victor Nunes, Guilherme Bartholo e Vitor Carias, autores da proeza. Tive, inicialmente, uma conversa longa com a professora, sem dúvida, peça fundamental na construção dessa vitória espetacular. E ouvi dela um relato com detalhes: sete etapas com seis provas on line. Muito trabalho duro, mas também uma infraestrutura escolar de apoio em matéria de TI (tecnologia da informação) de cair o queixo. Na inauguração, eu me recordo de um comentário do presidente da Firjan, Eduardo Eugenio, dizendo que os netos dele em escolas privadas caras no Rio de Janeiro não dispunham de tantos recursos e instalações tão adequadas de ensino. E não era só a parte física, incluía a qualificação cinco estrelas do corpo docente.

O que houve de espetacular na conquista do prêmio foi que a equipe levou o ouro logo de cara. Após o evento, a professora Thaís ainda ficou na Universidade de Campinas (Unicamp), promotora do evento, por mais dois dias. Nessa oportunidade, teve tempo para interagir com professore(a)s de outras escolas concorrentes de todo o País. Ouviu dele(a)s que, normalmente, uma escola só leva o ouro após a segunda, a terceira ou mais tentativas ao concorrer na Olimpíada. E que Petrópolis havia conseguido logo na primeira! A bela conclusão a que chegamos é que Petrópolis tem padrão de excelência no ensino de História pátria. Melhor ainda: em outras disciplinas também, fato comprovável facilmente para quem conhece o nível de exigência da escola Sesi de nossa cidade e de sua qualidade pedagógica.

Mas essa tradição de ensino de qualidade em Petrópolis vem de longe. Na área de História, ainda me lembro bem do meu excepcional professor Gerardo Britto Raposo da Câmara, que trabalhou no Museu Imperial. Na década de 1960, ele adotava uma metodologia sem decoreba nos induzindo a pensar em termos das inter-relações entre o social, o econômico, o cultural e até mesmo em fatores de ordem psicológica (história das mentalidades) na compreensão ampliada dos fatos históricos. Ele estava plenamente em linha com a proposta da École des Annales dos professores franceses Lucien Fevbre e Marc Bloch, que defendiam uma concepção global da narrativa histórica.

Esse, digamos, renascimento dos estudos de História em Petrópolis vem ao encontro da valorização do passado da própria Cidade Imperial. Além de ter características próprias, ela também se confunde com a história do País pela quantidade de iniciativas pioneiras que se deram aqui. Basta lembrar que a Bohemia foi a primeira fábrica de cervejas em terras brasileiras, a primeira estrada de ferro, o início do processo de industrialização no Estado do Rio em que Petrópolis se distinguiu não só com fábricas têxteis de grande porte.

A inteligência, para Aristóteles, é a insolência educada. Insolência nos reporta a estar acordados, alertas, como Machado de Assis ao escrever aqui “Memórias Póstumas de Brás Cubas”, obra que o elevou ao panteão dos gran-des escritores da humanidade. Mãos à obra no resgate desse passado ilustre.

 

gastaoreis@smart30.com. br / gaastaoreis2@gmail.com.




 

 

DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS