Petrópolis, 19 de Setembro de 2019.
Matérias >> Artigos
   
  Amazônia ambicionada - Bernardo Filho

Data: 01/09/2019

 

Amazônia ambicionada

Bernardo Filho - Advogado e Jornalista


Temos enfrentado um bombardeamento de notícias sobre as queimadas da Amazônia, em especial por parte da Globo e suas redes afiliadas, que partem para mais um ataque sistemático e diário ao Governo Bolsonaro.

Não seria de se estranhar isto acontecer, vindo de uma emissora que abraça a causa infundada da teoria de gênero, o feminismo radical e as pautas ditas “progressistas”, defendidas por uma esquerda festiva e sem qualquer seriedade ou argumentos válidos.

Mas estranho é, sim, o descompromisso com a integridade do território nacional e a manutenção incólume deste território. Ao endossar os escusos propósitos do Presidente Francês, mostra toda sua pequenez jornalística com reportagens histéricas. Tratase de uma grande vigarice jornalística, a Rede Globo defender e dar razão às teses estúpidas de Macron.

Certo é que, os olhos do mundo sempre estiveram voltados para a região, por óbvio, não por sua conservação, mas sim, como é público e notório, por sua exploração. Temem as dificuldades que poderão ser criadas a isto, pelo atual Governo.

Sob um discurso pregando o manto da conservação, países e em especial o Governo Francês, (que enfrenta problemas sérios com os “coletes amarelos” e com seus insatisfeitos agricultores e sua cultura protecionista”) criam argumentos falaciosos em defesa da internacionalização da Amazônia.

Esquece esse governo colonialista (que o diga a Guiana Francesa), que inexiste no mundo uma região “internacionalizada”. Se isto não basta como argumento, a extensão amazônica, com mais de 5 milhões de metros quadrados, fala por si só. Não há a menor possibilidade de uma idéia destas, ser levada a sério; sem esquecer que 14% desta área, é terra demarcada indígena.

Não surpreende o fato de PT e PSOL defenderem em manifesto, esta situação de internacionalização estapafúrdia e esdrúxula, apenas para tentar minar o Presidente. É o papel deles, mas se mostram cada vez mais afastados e descomprometidos com os interesses do País.

Depois do fracasso do Intercept, a nova bandeira da esquerda é a internacionalização da Amazônia, coisa que aposto, nem eles mesmos querem; mas isto serve de trilha para manchar e desconstruir a reputação de Bolsonaro no exterior. Mais uma vez estão equivocados, ao imaginarem ser um ganho político interno.

Essa história criada em cima de fatos que precisam de ajuda para serem autenticados, está contaminada e creio que mais uma vez não vai dar em nada e não levará a lugar algum.




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS