Petrópolis, 14 de Novembro de 2018.
Matérias >> Poder Legislativo Mun.
   
  Câmara terá mais uma leva de demissões

Data: 13/01/2009

A Mesa Diretora anunciará cerca de 50 demissões na próxima semana. Em reunião marcada para a segunda-feira que vem, Bernardo Rossi (PMDB), Gil Magno (PSB), Renato Thomé (PSDC), Vadinho (PSB) e Thiago Damasceno (PV) vão discutir alguns detalhes da lista de exonerações, que já está definida, terminando assim o processo de troca de funcionários desse início de legislatura. O primeiro vice-presidente da Casa, Gil Magno, garante que ainda em 2009 já haverá um concurso público para os cargos da Câmara Municipal.

"Sou a favor de reforma administrativa para ter um concurso público. É um compromisso da Mesa Diretora fazer um concurso público ainda em 2009. Ter que demitir funcionários antigos é ruim, mas enquanto não tiver concurso tem que ser assim, pois é o processo democrático. Com novos vereadores entrando, não se pode deixar um ex-vereador com cargos aqui dentro", argumentou Gil Magno.

 

Dos 181 cargos por nomeação da Câmara, 75 correspondem aos assessores diretos dos parlamentares. Cada vereador tem cinco. Os 106 restantes são divididos pela Mesa Diretora, que decidem quais vereadores irão fazer a indicação. Segundo Gil Magno, houve atritos entre os parlamentares durante a divisão dos cargos, mas nada que não pudesse ser contornado. A expectativa é que 50 funcionários sejam demitidos na próxima semana, sendo que 42 foram demitidos na última semana. As nomeações dos substitutos também serão realizadas após a reunião da Mesa Diretora na segunda-feira.

Gil Magno afirmou que a escolha dos técnicos da Câmara segue critérios de eficiência e que já foi decidido o substituto do diretor administrativo da Casa, Arthur Varella. Segundo Gil Magno, o seu sucessor é competente e não dificultará o andamento dos trabalhos da Câmara, pois haverá um período de transição, com a convivência dos dois profissionais.

 

Mustrangi busca pluralidade no secretariado

 

Os 24 cargos do "primeiro-escalão" do executivo municipal foram divididos pelo prefeito Paulo Mustrangi (PT) entre profissionais próximos a ele e nomes indicados pelo seu aliado Leandro Sampaio (PPS). Porém, o prefeito demonstra buscar uma pluralidade, já que entregou três secretarias para membros de outros partidos. A pasta de agricultura, abastecimento e produção foi entregue a Nelson Sabrá, candidato a prefeito pelo PRB derrotado nas últimas eleições municipais. Para a procuradoria-geral, Mustrangi nomeou o ex-pedetista Henry Grazinoli. E para a CPTrans, o nome escolhido foi do vice-presidente do PSC, Antônio Carlos Correia.

 

Os secretários petistas estão no executivo mais por afinidade com Mustrangi do que pela filiação política. Dos 24 principais cargos, cinco são bancários: o secretário-chefe de gabinete, Wilson Franca; o secretário de fazenda, Helio Volgari; o secretário de obras, Stênio Nery; o diretor-presidente da Comdep, Anderson Juliano; e o próprio Mustrangi. Do PPS, Oswaldo Costa Frias assumiu a secretaria de governo e Leônidas Sampaio pegou a secretaria de administração e de recursos humanos.

 

Em cargos diretivos da saúde, Mustrangi manteve, pelo menos, seis nomes que dirigiram hospitais no governo de Leandro Sampaio, de 1997 a 2000. O secretário da saúde, Jefferson Evangelista, foi o diretor do Hospital Municipal Nelson Sá Earp. Já o provável diretor do Pronto-Socorro do Alto da Serra, Ricardo Blanc, foi o secretário de saúde do governo Sampaio. Na Fundação de Saúde, o prefeito nomeou Silvério Tavares como diretor de contratos e convênios e Roberto de Souza para ser assessor jurídico da fundação. No governo de Leandro, eles ocupavam, respectivamente, os cargos de presidente e assessor jurídico. André Cunerov e Angelo Marzano também continuam na saúde de Mustrangi após fazerem parte do governo do seu aliado.

 

 

Fonte: Diário de Petrópolis – 11 de janeiro de 2009.

Autor: Vinicius Henter




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE  
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS