Petrópolis, 23 de Agosto de 2019.
Matérias >> Cidade >> Notícias
   
  Petrópolis tem 4 mil crianças fora da escola

Data: 21/12/2012

 Mais de quatro mil crianças e adolescentes petropolitanos, entre quatro e 17 anos, estão fora da escola. Os dados foram divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), levantados durante o Censo 2010. Segundo a pesquisa, na faixa etária entre 15 e 17 anos (idade média para cursar o ensino médio) é onde encontrasse o maior número de estudantes fora das salas de aula – são 1.632 adolescentes que em 2010 deixaram as escolas.

Outro dado que também chama a atenção é o número de crianças entre 11 e 14 anos (idade média para cursar os anos finais do ensino fundamental) que estão fora da escola – são 630. E na faixa etária entre sete e nove anos (anos iniciais do ensino fundamental) estão sem estudar 233 crianças. Ao todo entre zero e 17 anos, de acordo com o Censo 2010, 13.903 crianças e adolescentes deixaram as salas de aula.

 

 

Além do grande número de estudantes fora da escola, também é expressivo o percentual de crianças e adolescentes, na faixa entre 10 e 17 anos, que tem algum tipo de ocupação. Segundo os dados do Censo, 31.4% desta população trabalha – sendo 18,2% na faixa etária de 17 anos e 7;4% com 15 anos.

A quantidade de crianças fora das creches também é um dado que chama a atenção. De acordo com o levantamento, são mais de nove mil meninas e meninas que não estão matriculados em creches da rede pública ou privada. Segundo o Censo 2010, pouco mais de quatro mil crianças nesta faixa etária estão matriculadas das creches – sendo 2.370 em unidades da rede pública.

O IBGE também divulgou ontem, os índices de pessoas acima de 25 anos ou mais sem instrução ou com o fundamental incompleto. De acordo com os dados, cerca de 47% da população petropolitana não tem instrução ou não completou o ensino fundamental. E apenas 13% das pessoas acima de 25 anos tem curso superior completo.

Em relação ao sexo – 47% das mulheres petropolitanas não tem instrução ou o fundamental incompleto; enquanto que os homens são 46%. Já as mulheres que tem ensino superior são 12% da população e os homens, 11%.

Em todo o Brasil, o percentual referente à parcela da população sem instrução ou com o fundamental incompleto foi maior nas regiões Nordeste (59%) e Norte (53,6%). Nas demais regiões os índices foram: Sul (48%), Centro-Oeste (46,8%) e Sudeste (43,7%).

Os maiores índices de pessoas com ensino superior completo aparecem na Região Sudeste (13,7%), seguida por Centro-Oeste (13,2%), Sul (12,1%), Norte (7,6%) e Nordeste (7,1%).

Apesar dos índices de pessoas de 25 anos ou mais sem instrução ou com o fundamental incompleto ainda serem muito expressivos, houve queda se comparado os dados de 2000 e 2010. O percentual caiu de 64,0% para 49,3% no total; de 58,8% para 44,2%, na área urbana; e de 90,3% para 79,6%, na área rural. Na população masculina, a queda foi de 64,8% para 50,8%, e na feminina, de 63,4% para 47,8%.

 

 

 

 

FONTE: Tribuna de Petrópolis




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS