Petrópolis, 14 de Outubro de 2019.
Matérias >> Frente Pró-Petrópolis >> Vale do Cuiabá
   
  Três licitações do estado são para um total de 320 moradias

Data: 27/03/2012

 Vinicius Henter — viniciushenter@diariodepetropolis.com.br///

Já foram abertas três licitações para construção de casas para os desabrigados das chuvas de 12 de janeiro de 2011, no Vale do Cuiabá, em Itaipava. Ao todo, serão construídas 320 moradias, e a previsão da Secretaria estadual de Obras é que as habitações estejam prontas dentro de um ano. Os três processos licitatórios foram publicados no Diário Oficial do estado na última quarta-feira (14).
Das 320 moradias, serão 60 casas no Vale do Cuiabá, com um lote individual para cada casa, disponível para que o morador, caso queira, construa o próprio negócio. Na Mosela, serão 140 apartamentos, e em Benfica, Itaipava, 120 apartamentos.
- Já houve chamamento no ano passado, mas não apareceram empresas interessadas. Reeditamos então o processo, separando os terrenos, até para que empresas pequenas, de Petrópolis também, queiram participar. Antes era um chamamento só para os três terrenos – disse a arquiteta Christianne Ammon, da Secretaria estadual de Obras.
Como as construções fazem parte do programa federal Minha Casa, Minha Vida, as áreas das moradias são de 42 metros quadrados, tantos das casas quantos dos apartamentos. As habitações serão voltadas para as famílias desabrigadas pelas chuvas do Vale do Cuiabá que tenham renda familiar de até três salários mínimos.
Christianne Ammon explicou que não há prazo para a construção das casas. As empresas interessadas é que vão explicitar, nas propostas a serem encaminhadas à secretaria, em quanto tempo vão construir as moradias.
- O que leva tempo é a papelada, as licenças. A construção mesmo não passa de oito meses. Acreditamos que, dentro de um ano, as construções estejam prontas – disse Christianne Ammon.
Ao todo, são 879 famílias cadastradas no aluguel social em Petrópolis em função do desastre de 12 de janeiro. Dessas, 320 serão assistidas pelas licitações abertas pelo governo do estado na semana passada. Cerca de 380 deverão receber casas em uma segunda etapa de construções, a serem licitadas pelo governo do estado. As outras cerca de 180 famílias deverão optar pela compra assistida ou pela indenização.

Informações da licitação

As construtoras interessadas deverão apresentar carta de manifestação de interesse e o projeto de implantação do empreendimento imobiliário até o dia 18 de maio, na Secretaria de Estado de Obras, na Rua da Ajuda, 5, 9º andar, no Centro do Rio de Janeiro. A empresa, antes da elaboração do projeto de implantação, deverá agendar e fazer uma visita de inspeção no local.
Os comunicados das licitações foram publicados no Diário Oficial do estado do dia 14 de março (quarta). É vedada a participação de empresas que estejam inadimplentes com a Caixa Econômica Federal.
Mais informações sobre as licitações poderão ser obtidas na sede da secretaria, das 10h às 17h, até o dia 3 de abril.




 

 

Área do Município: 795.798 km²
População estimada (2013): 297.888 habitantes (95% alfabetizada)
Densidade Demográfica (2013): 371,85 habitantes/km²
PIB (2011): R$ 9.212.328.000,00 (R$ 30.925,47 per capta)
Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (2010): 0,745 (13º dentre 92 no RJ)
Fonte: IBGE
DADOS MUNICIPAIS EQUIPEWEB DADOS MUNICIPAIS DADOS MUNICIPAIS